Barra Cofina

Correio da Manhã

Euro 2020

Rússia

Fique a saber tudo sobre a formação de Leste, que integra o Grupo B.
4 de Junho de 2021 às 15:56
Fique a saber tudo sobre a formação de Leste, que integra o Grupo B.
4 de Junho de 2021 às 15:56
Muito se esperava da Rússia no último Mundial, realizado no seu país. Contudo, não passou de mais uma prova fracassada por parte dos russos, que esperavam até vencer a competição em casa. Selaram a qualificação para a fase a eliminar com duas vitórias e uma derrota - frente ao Uruguai, ultrapassaram a 'adormecida' Espanha nos oitavos-de-final, mas caíram perante aquela que viria a ser a vice-campeã mundial, a Croácia, nos penáltis.

Com um leque de jogadores experientes, a Rússia apresenta-se uma vez mais numa fase final de um Campeonato da Europa com o objetivo de chegar longe na competição. Veremos o que conseguirá fazer desta vez, uma vez que a tarefa não se avizinha fácil - tem Bélgica, Dinamarca e Finlândia no seu grupo.


Artem Dzyuba. O homem-golo e capitão da Rússia está pronto para arrancar mais uma grande competição pelo seu país e os adeptos russos só podem estar entusiasmados por ver o seu finalizador entre o lote de eleitos de Stanislav Cherchesov.







Stanislav Cherchesov assumiu o comando técnico da seleção russa logo após a dececionante pretação da Rússia no Euro'2016 - eliminada na fase de grupos sem qualquer triunfo. Desde então, conduziu a seleção anfitriã do Mundial'2018 aos quartos-de-final da prova, onde só foi eliminada nos penáltis pela Croácia.







Stanislav Cherchesov leva a este Europeu uma equipa na máxima força, liderada pelo avançado Artyom Dzyuba. Capitão de equipa, o dianteiro do Zenit será uma das principais esperanças do seu país para conseguir um bom resultado neste Europeu, mas espera-se que a seu lado outros elementos sejam capazes de brilhar, tais como Denis Cheryshev ou Alexander Golovin. Nota ainda para a presença do veteraníssimo Yury Zhirkov, que aos 37 anos poderá utilizar a sua experiência para 'guiar' os seus colegas da melhor forma.





Stanislav Cherchesov gosta de colocar esta Rússia a jogar num sistema de 4x2x3x1, sendo que a zona do meio-campo funciona muitas vezes com uma linha de cinco homens, com Golovin e Cheryshev a serem as duas peças com mais liberdade (e capacidade de criação) para servir a grande figura da equipa: Artem Dzyuba. Na defesa, a aposta deverá centrar-se em Karavaev e Zhirkov para as alas direita e esquerda, respetivamente, e Semyonov e Dzhikiya como dupla de centrais. Shunin deverá ser o dono da baliza.





As primeiras edições dos Campeonatos da Europa de seleções (ainda como União Soviética) foram os verdadeiros anos dourados para a Rússia, que nos primeiros quatro torneios terminou uma vez como campeã (1960), duas como 'vice' (1964 e 1972) e uma como quarta classificada (1968). Em 1988, conseguiu repetir a proeza de alcançar uma final, tendo perdido no derradeiro jogo para a Holanda de Marco van Basten e companhia. Desde então, o melhor que conseguiu foi chegar a uma meia-final da prova, em 2008.


A Rússia arranca a sua participação neste Europeu com um jogo em 'casa', São Petersburgo, frente à favorita Bélgica, no segundo dia de prova (12 de junho). Quatro dias depois, é vez da Rússia voltar a receber uma equipa, desta vez a Finlândia. Já o último encontro desta fase de grupos é em Copenhaga, no dia 21, frente à Dinamarca, encontro que poderá ser determinante para as contas do Grupo B.


Dos jogadores convocados, o mais bem cotado entre os jogadores com mais internacionalizações é o defesa Yuri Zhirkov, que deverá mesmo isolar-se no quarto posto neste particular durante o Europeu. O veterano canhoto, de 37 anos, é mesmo o único dos presentes a estar no top-10, que tem como líder o mítico Sergei Ignashevich.

1. Sergei Ignashevich (127)
2. Igor Akinfeev (111)
3. Viktor Onopko (109)
4. Vasili Berezutskiy e Yuri Zhirkov (101)
6. Aleksandr Kerzhakov (91)
7. Aleksandr Anyukov (77)
8. Andrey Arshavin (75)
9. Valeri Karpin (72)
10. Vladimir Beschastnykh (71)

Se tudo correr como previsto neste Europeu, deverá haver novo líder na tabela dos melhores marcadores históricos da Rússia. Com apenas menos 1 golo do que o retirado Aleksandr Kerzhakov, Artem Dzyuba terá motivação adicional para faturar e ajudar a equipa russa a avançar na prova.

1. Aleksandr Kerzhakov (30)
2. Artem Dzyuba (29)
3. Vladimir Beschastnykh (26)
4. Roman Pavlyuchenko (21)
5. Valeri Karpin e Andrey Arshavin (17)
7. Dmitri Sychev (15)
8. Fyodor Smolov (14)
9. Roman Shirokov (13)
10. Denis Cheryshev, Igor Kolyvanov e Aleksandr Kokorin (12).
Nota: todos os dados presentes nesta página estão atualizados até dia 25 de maio de 2021.
Rússia Euro'2020