Barra Cofina

Correio da Manhã

Euro 2020

Suíça

Fique a saber tudo sobre a formação helvética.
4 de Junho de 2021 às 15:56
Fique a saber tudo sobre a formação helvética.
4 de Junho de 2021 às 15:56
Presença assídua nas grandes competições internacionais nas duas últimas décadas - esteve nos quatro últimos Mundiais e apenas falhou Euro'2012 neste período -, a seleção helvética tem beneficiado das segundas gerações de imigrantes, oriundos principalmente da ex-Jugoslávia e de África. Um contributo bem à vista se olharmos à atual equipa, com nomes como Seferovic, Shaqiri, Xhaka ou Embolo, entre muitos outros. Num grupo que promete ser equilibrado, não falta ambição a uma Suíça que demonstra muita qualidade, com a maioria dos jogadores a alinharem em grandes campeonatos, como a Bundesliga ou a Premier League.

Shaqiri ou Xhaka até podem ter maior protagonismo e um currículo superior, mas o avançado do Benfica chega ao Europeu depois de ter marcado 26 golos pelos encarnados esta época, mais do que qualquer outro dos atacantes suíços (Gavranovic fez 19 pelo Dínamo Zagreb). Seferovic será, por isso, a principal referência ofensiva dos helvéticos, a quem não faltam jogadores para criar problemas a qualquer defesa na competição.






Tal como muitos dos seus jogadores, Petkovic também é oriundo da ex-Jugoslávia (nasceu na Bósnia e mas tem dupla nacionalidade). Foi na Suíça, onde terminou a carreira de jogador, que fez carreira como treinador, com duas curtas experiências na Turquia (Samsunspor) e Itália (Lazio). Assumiu o cargo de selecionador em 2014 e levou a equipa helvética aos 'oitavos' no Euro'2016 e no Mundial'2018, consolidando o estatuto de uma seleção incómoda para qualquer adversário.


Vladimir Petkovic leva uma seleção repleta de talento, onde Haris Seferovic será, em teoria, a esperança para chegar ao golo. Ainda assim, também há outras opções como Breel Embolo, isto para lá do médios Granit Xhaka e Xherdan Shaqiri. Este último, mesmo sem grande rodagem no Liverpool, será certamente uma das figuras da sua seleção. Nota ainda para Manuel Akanji, do Borussia Dortmund.

Petkovic tem assumido grande flexibilidade em termos táticos ao longo da carreira, mas a opção por uma linha de três defesas tem sido uma constante nos últimos tempos. Sommer é o mais experiente da equipa e um nome seguro na baliza, tal como Schär e Akanji na defesa. Xhaka, Rodríguez, Embolo, Shaqiri e Seferovic são outros elementos com lugar cativo no onze.

Sem palmarés relevante no futebol internacional (registou três presenças nos quartos-de-final em Mundiais entre 1934 e 1954), a Suíça apenas se estreou em fases finais de Europeus em 1996. Mas a única vez que ultrapassou a fase de grupos foi na última edição, em 2016, quando tombou nos penáltis frente à Polónia, depois eliminada por Portugal.

 

Integrada no Grupo A, a seleção da Suíça arranca a sua prova a 12 de junho, diante do País de Gales, num jogo que poderá ser decisivo na definição de qual das equipas seguirá a favorita Itália rumo aos 'oitavos'. Depois, a 16, serão os transalpinos os oponentes dos helvéticos, antes de fechar a fase de grupos com a Turquia, a 20. Dos três jogos, apenas o duelo com a Itália (joga-se em Roma) não será em Baku, no Azerbaijão.



O antigo capitão Heinz Hermann, que se retirou em 1991, continua a ser o mais internacional, numa lista que pode vir a contar em breve com mais dois centenários: Xhaka e Shaqiri são os únicos dos atuais elementos da seleção entre os 10 mais e estão perto de chegar à centena de jogos.

1. Heinz Hermann, 118 jogos
2. Alain Geiger, 112 
3. Stephan Lichtsteiner, 108 
4. Stéphane Chapuisat, 103 
5. Johann Vogel, 94 
6. Granit Xhaka, 92 
7. Xherdan Shaqiri e Gökhan Inler, 89 
9. Hakan Yakin, 87 
10. Alexander Frei, 84

Seferovic estreou-se na seleção helvética em 2013 e já faz parte dos 10 melhores goleadores da seleção. E o avançado do Benfica deve continuar a subir numa hierarquia, em que também consta Shaqiri. Ainda assim, Alexander Frei (jogou entre 2001 e 2011) está ainda muito longe no topo.

1. Alexander Frei, 42 golos
2. Max Abegglen e Kubilay Türkyilmaz, 34 
4. Jacques Fatton e André Abegglen, 29
6. Adrian Knup, 26
7. Xherdan Shaqiri e Josef Hügi, 23 
9. Charles Antenen, 22
10. Haris Seferovic e Stéphane Chapuisat, 21
Nota: todos os dados presentes nesta página estão atualizados até dia 25 de maio de 2021.
Suíça Euro'2020