Barra Cofina

Correio da Manhã

Euro 2020

Croácia

Fique a saber tudo sobre a formação balcânica, que está no Grupo D.
Record 4 de Junho de 2021 às 15:58
Fique a saber tudo sobre a formação balcânica, que está no Grupo D.
Por Record 4 de Junho de 2021 às 15:58
A Croácia chega ao Euro’2020 com estatuto de vice-campeã do Mundo. De resto, a chegada à final do Mundial de 2018, perdida para a França, terá sido o ponto alto daquela que pode ser considerada a ‘geração de ouro’ deste país da antiga Jugoslávia. Agora, quase três anos depois, o tempo é de renovação. E fica difícil perceber o que pode dar esta seleção. Mesmo que jogadores como Subasic, Rakitic ou Mandzukic já se tenham retirado, há que ter em conta a experiência de figuras como Modric, Perisic, Kramaric ou Lovren. E a estes ilustres juntam-se vários jovens talentosos como Vlasic, Uremovic, Caleta-Car e Josip Brekalo. Uma coisa é certa: qualidade não falta. Resta saber se o coletivo irá resultar e permitir chegar mais longe do que os ‘oitavos’ na edição de 2016, quando a Croácia caiu diante de Portugal no prolongamento.

Luka Modric é o jogador mais cotado da Croácia e um dos melhores da história do futebol daquele país. Parte para a sétima presença em fases finais de grandes competições e terá, mais uma vez, a missão de capitanear a seleção croata e comandar o meio-campo.


Os resultados intermitentes e as exibições menos conseguidas na caminhada para este Euro’2020 aumentaram a desconfiança dos adeptos croatas no trabalho de Zlatko Dalic. O selecionador precisará de arte e engenho para conseguir proeza idêntica à do Mundial’2018.


Sem novidades ou ausências de vulto, Luka Modric é a principal figura na convocatória de Zlatko Dalic para o Euro’2020. Destaque também para a chamada de outros nomes sonantes como Vrsaljko, Vida, Brozovic, Kovacic, Lovren, Rebic e Perisic.


Apesar de a convocatória incluir vários jovens talentos, o onze base da Croácia será dominado por jogadores mais experientes. Vida e Lovren serão referências na defesa de uma equipa que tem no meio-campo o sector que reúne maior qualidade, com peças como Modric, Kovacic e Brozovic. Perisic e Kramaric serão sempre armas apontadas às áreas e balizas contrárias. 


Será a sexta participação da Croácia em Europeus e a 5.ª consecutiva. A primeira, em 1996, resultou numa das duas melhores classificações de sempre (quartos-de-final), que seria repetida em 2008. No último Europeu (2016) os croatas caíram frente a Portugal nos ‘oitavos’.

Inserida no Grupo  D - com Inglaterra, Escócia e República Checa - a Croácia estreia-se no Europeu diante dos ingleses, no dia 13 de junho, em Wembley. Seguir-se-ão os duelos com checos (18 junho) e escoceses (22 junho), ambos no Hampden Park, em Glasgow.

Modric estreou-se a 1 de março de 2006 e já este ano tornou-se no jogador com mais internacionalizações pela Croácia, ultrapassando o antigo lateral Darijo Srna.

1. Luka Modric, 136
2. Darijo Srna, 134
3. Stipe Pletikosa, 114                
4. Ivan Rakitic, 106
5. Josip Šimunic, 105
6. Ivica Olic, 104
7. Vedran Corluka, 103
8. Dario Šimic, 100
9. Mario Mandžukic, 89
10. Robert Kovac, 84

Davor Suker marcou 45 golos pela Croácia entre 1991 e 2002 e mantém-se como o máximo goleador do país. Para os ‘livros’ ficaram os 6 golos apontados no Mundial’98, em França, que lhe valeram o prémio de melhor marcador e ajudaram a Croácia a terminar no 3.º lugar.

1. Davor Šuker, 45
2. Mario Mandžukic, 33
3. Eduardo da Silva, 29
4. Ivan Perišic, 27
5. Darijo Srna, 22          
6. Ivica Olic, 20
7. Nikola Kalinic, Goran Vlaovic e Niko Kranjcar, 15
10. Ivan Rakitic, 15
Nota: todos os dados presentes nesta página estão atualizados até dia 25 de maio de 2021.
Croácia