Barra Cofina

Correio da Manhã

Euro 2020

Desfibrilhador implantado em Eriksen após colapso em campo

Jogador dinamarquês que sofreu paragem cardíaca vai ter de usar dispositivo que dá choques quando deteta anomalias.
Mário Pereira 18 de Junho de 2021 às 09:12
Eriksen recupera no hospital
Desfibrilhador subcutâneo mede menos de 3 centímetros
Dispositivo é implantado junto ao coração do paciente
Eriksen recupera no hospital
Desfibrilhador subcutâneo mede menos de 3 centímetros
Dispositivo é implantado junto ao coração do paciente
Eriksen recupera no hospital
Desfibrilhador subcutâneo mede menos de 3 centímetros
Dispositivo é implantado junto ao coração do paciente
Christian Eriksen, jogador dinamarquês que teve uma paragem cardíaca no decorrer do jogo com a Finlândia, no passado sábado, vai ter de usar um desfibrilhador implantado.

“Após diversos exames realizados ao coração de Christian, foi decidido que ele deveria usar um desfibrilhador subcutâneo”, fez saber a Federação Dinamarquesa de Futebol, que explica depois que tal dispositivo se torna necessário “após um enfarte causado por distúrbios no ritmo cardíaco”.

O desfibrilhador subcutâneo, também conhecido pela sigla DAI (Desfibrilhador Automático Implantado), tem ligação direta ao coração e produz uma pequena descarga elétrica (um choque) quando deteta um nível de batimentos fora do normal. É usado habitualmente para prevenir a morte súbita em pacientes com taquicardia.

Finlândia Christian Eriksen desporto futebol
Ver comentários