Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Aboubakar mantém dragão vivo nas competições europeias

Sem efetuarem uma boa exibição, os dragões tiraram partido do encolhimento dos suíços e viraram o resultado. Mas sofreram muito na parte final.
Octávio Lopes 29 de Novembro de 2019 às 01:30
Aboubakar acaba de marcar o 1º golo da vitória (2-1) do FC Porto, ontem, na Suíça, diante do Young Boys
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Sérgio Conceição
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Aboubakar acaba de marcar o 1º golo da vitória (2-1) do FC Porto, ontem, na Suíça, diante do Young Boys
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Sérgio Conceição
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Aboubakar acaba de marcar o 1º golo da vitória (2-1) do FC Porto, ontem, na Suíça, diante do Young Boys
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Sérgio Conceição
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
Young Boys - FC Porto
O FC Porto teve esta quinta-feira de suar muito para vencer (2-1) o Young Boys, na Suíça, resultado que deixa a equipa viva na Liga Europa: basta que ganhe, no Dragão, ao Feyenoord, na última jornada do Grupo G, para seguir em frente na prova. O herói da partida foi Aboubakar, que mais de um ano depois voltou a ser titular e marcou os dois golos.

O jogo, no entanto, até começou mal para os portistas. Na primeira parte sofreram um golo, apontado por Fassnacht, de cabeça, na área, após um livre na esquerda - Pepe e Marcano (empurrado por Fassnacht) ainda saltaram, mas não conseguiram tocar na bola; um susto num remate de Aebischer, que Marchesín defendeu com classe; e só criaram uma grande oportunidade quando Marega, isolado por Otávio, acertou no guarda-redes Von Ballmoos.

Perto do intervalo, Marega foi empurrado na área por Zesiger. Era penálti. O árbitro mandou jogar. Sérgio Conceição exaltou-se e viu o amarelo.

Na 2ª parte, o FC Porto melhorou de produção, sem efetuar uma exibição de encher o olho. Não falhou tantos passes, rematou mais e tirou partido do encolhimento do adversário que, a partir dos 50 minutos, deixou praticamente de atacar. Corona deu o primeiro aviso numa jogada individual pelo meio - tirou um adversário do caminho, entrou na área e atirou para boa defesa de Von Ballmoos.

Logo a seguir, o árbitro não viu um penálti de Aebischer, que empurrou Aboubakar na área dos suíços. O avançado camaronês ‘vingou-se’ com dois golos. Fez o 1-1, após uma grande jogada que envolveu Otávio e Marega. E o 2-1, na sequência de um canto de Alex Telles em que surgiu solto no segundo poste a empurrar a bola para dentro da baliza.

Tinham passado 79 minutos. O Young Boys despertou da letargia e foi para a frente. Cercou a área portista, mas o melhor que conseguiu foi um remate ao poste, nos descontos, por Fassnacht.

"Segunda parte com muita paixão"
"Ganhámos um jogo importante e agora segue-se um decisivo, em casa, com o Feyenoord. O jogo teve muitas dificuldades. Esta equipa, tal como o Rangers, tem um impacto físico muito grande. São equipas muito chatas. Fomos para a segunda parte com muita paixão. É uma vitória justíssima", disse Sérgio Conceição no final do encontro com o Young Boys.

"Percebemos qual é o estado dos jogadores a todos os níveis e ele [Aboubakar]dava-me a garantia para entrar. É preciso ter jogadores com peso e com experiência nestes jogos da Europa. A opção teve a ver com isso", observou o técnico portista para justificar a aposta no avançado camaronês, surpresa no onze inicial e autor dos dois golos dos portistas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)