Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Al Hussein quer colocar a FIFA no século XXI

Príncipe jordano quer acabar com cultura do medo.
19 de Dezembro de 2015 às 09:41
Ali Bin Al Hussein é um dos candidatos às eleições da FIFA em 2016
Ali Bin Al Hussein é um dos candidatos às eleições da FIFA em 2016 FOTO: Reuters
O príncipe jordano Ali Bin Al Hussein, um dos candidatos à presidência da FIFA, disse este sábado que quer recolocar o organismo "no século XXI" e acabar com a "cultura do medo", numa entrevista à agência AFP.

"Existe atualmente na FIFA uma cultura onde as pessoas têm medo de falar ou expressar opinião. Se alguém tem iniciativa, representa uma ameaça", disse Al Hussein, acrescentando que também fala por experiência pessoal, quando pertenceu ao Comité Executivo.

O príncipe jordano prometeu mudar o espírito do "silêncio, não diga nada e tudo vai correr bem", lamentando que, face ao escândalo de corrupção que assola atualmente o organismo, "as pessoas têm vergonha de usar o emblema da FIFA".

Apesar de recusar comentar casos particulares das investigações a decorrer, Al Hussein acredita que "as pessoas não estão surpreendidas com esta sucessão de casos".

"Quero inverter a 'pirâmide' a FIFA e colocá-la no século XXI", prometeu o príncipe jordano.

Às eleições da FIFA, marcadas para 26 de fevereiro, concorrem com Al Hussein o suíço Gianni Infantino, secretário-geral da UEFA, o francês Jérôme Champagne, o sul-africano Tokyo Sexwale e Salman bin Ebrahim Al Khalifa, do Kuwait.
Ali Bin Al Hussein FIFA Comité Executivo Gianni Infantino UEFA Jérôme Champagne Tokyo Sexwale futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)