Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava

Craque argentino terá sofrido um ataque cardíaco. 'D10S', como ficou conhecido, viveu o seu momento de glória no Mundial de 1986 no icónico jogo frente a Inglaterra.
Correio da Manhã 25 de Novembro de 2020 às 16:18
A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava
A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava
A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava
Morreu Diego Armando Maradona. Tinha 60 anos
Diego Maradona
Maradona
A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava
A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava
A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava
Morreu Diego Armando Maradona. Tinha 60 anos
Diego Maradona
Maradona
A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava
A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava
A(deus) Maradona. Morreu a lenda a quem tudo se perdoava
Morreu Diego Armando Maradona. Tinha 60 anos
Diego Maradona
Maradona

Morreu esta quarta-feira Diego Armando Maradona. O craque argentino de 60 anos, que deslumbrou nos relvados pelo mundo fora, morreu depois de ter sido internado no último mês de outubro com uma hemorragia no cérebro. Maradona tinha recebido nota de alta mas esta quarta-feira acabou por sofrer um ataque cardíaco que foi fatal.

À saída do resort onde Maradona estava instalado e em comunicação aos jornalistas, fonte oficial confirmou que não havia indícios de crime ou violência. Maradona terá mesmo morrido de causa natural, avançou.

O pequeno génio de 1,65m foi considerado um dos melhores futebolistas de todos os tempos e também um dos mais polémicos dentro e fora dos relvados. São dele várias das melhores jogadas da história do futebol mundial. A velocidade aliada à inteligência do pequeno 'D10S' - como era conhecido - levaram-no ao altar do futebol.

El Pibe de Oro viveu os melhores momentos da carreira ao serviço dos italianos do Napoli no final da década de 1980, onde ganhou os dois únicos títulos em Itália. 

Mas um dos seus momentos mais marcantes aconteceu durante a partida do Mundial de 1986 contra a seleção de Inglaterra. Maradona usou a mão esquerda - que viria a ser alcunhada de 'mão de deus' - para marcar o golo que viria a derrotar os ingleses.

Craque argentino vestiu a camisola do Sporting
Corria a época de 1989/1990. Quis o destino que Sporting e Nápoles se enfrentassem em jogo da Taça UEFA. A receção de Diego Armando Maradona no aeroporto da Portela foi apoteótica e contou com a presença de Sousa Cintra, presidente dos leões naquela época.

Diego Armando Maradona chegou mesmo a vestir a camisola dos leões após esse encontro. A camisola foi trocada com Carlos Manuel.



O Sporting acabaria por conseguir um empate 0-0 no antigo Estádio de Alvalade.

Mundo chora a morte de 'D10S

Diego Armando Maradona Buenos Aires
Ver comentários