Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Aprovada redução de lugares do Estádio Luzhnikí

Campo recebe final do Campeonato do Mundo de futebol de 2018.
18 de Abril de 2015 às 11:19
O Luzhnikí vai ser remodelado, numa intervenção que vai manter a fachada do Estádio Lenine
O Luzhnikí vai ser remodelado, numa intervenção que vai manter a fachada do Estádio Lenine FOTO: Reuters

O Governo russo anunciou este sábado que a FIFA aprovou a redução da capacidade do Estádio Luzhnikí, em Moscovo, que vai acolher a final do Campeonato do Mundo de futebol de 2018, de 89 mil para 81 mil espetadores.


Esta decisão, confirmada em decreto pelo primeiro-ministro russo, Dmitri Medvédev, visa reduzir custos, uma vez que a desvalorização do rublo fez aumentar entre 30 a 40% os custos de construção dos 12 recintos para o Mundial2018.


De acordo com o ministro dos Desportos da Rússia, Vitali Mutkó, os acordos de construção foram assinados originalmente em dólares e que atualmente "comprar esses dólares agora sai mais caro".


O Luzhnikí vai ser remodelado, numa intervenção que vai manter a fachada do Estádio Lenine e custar cerca de 800 milhões de dólares.


O histórico recinto moscovita, que chegou a ter uma capacidade para mais de 100 mil espetadores, já foi alvo de uma intervenção para os Jogos Olímpicos de 1980, tendo reduzido a lotação para 78 mil.


De acordo com a regulamentação da FIFA, os 'palcos' das finais de campeonatos do mundo devem ter uma lotação superior a 80.000 espetadores.

Governo FIFA Estádio Luzhnikí
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)