Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Assembleia-Geral extraordinária do Benfica em 3 de julho, diz grupo de sócios

Movimento Servir o Benfica quer discutir e aprovar um novo regulamento eleitoral.
Lusa 11 de Junho de 2021 às 19:43
Estádio da Luz, em Lisboa
Estádio da Luz, em Lisboa FOTO: Sérgio Lemos
O Benfica vai realizar uma assembleia-geral extraordinária em 3 de julho, em que estarão em discussão a legitimidade das últimas eleições, vencidas por Luís Filipe Vieira, e alterações ao regulamento eleitoral, anunciou esta sexta-feira um grupo de sócios 'encarnados'.

"O Servir o Benfica informa que recebeu a indicação do Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Benfica de que a reunião de Assembleia Geral Extraordinária será marcada para o dia 3 de julho, pelas 16h, nas condições anteriormente requeridas. A confirmação final da data está sujeita a aprovação final da Direção Geral de Saúde em virtude das condições sanitárias que se verificam no concelho de Lisboa", lê-se na página oficial do movimento na rede social Facebook.

Em abril, este movimento composto por sócios e adeptos do clube da Luz juntou mais de 10 mil assinaturas, o número requerido pelos estatutos, para a realizar com urgência uma assembleia-geral extraordinária e entregou esse requerimento junto da mesa da assembleia-geral do Benfica, liderada por Rui Pereira.

Para este grupo de adeptos, está em causa a legitimidade das últimas eleições presidenciais, em outubro de 2020, em que Luís Filipe Vieira derrotou João Noronha Lopes.

O Movimento Servir o Benfica quer igualmente discutir e aprovar um novo regulamento eleitoral.

Ver comentários