Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Benfica quer Saraiva castigado

Diretor de comunicação do Sporting faz extenso rol de acusações a Luís Filipe Vieira.
Mário Figueiredo 18 de Novembro de 2016 às 08:30
Nuno Saraiva usou as redes sociais para atacar o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira
Nuno Saraiva usou as redes sociais para atacar o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira FOTO: Miguel Barreira
O Benfica quer ver Nuno Saraiva castigado pela mensagem colocada ontem nas redes sociais e que visa o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, apurou o CM.

O diretor de comunicação do Sporting, Nuno Saraiva, publicou um texto no Facebook em que ataca o presidente do Benfica, embora sem nunca se referir a ele. "60 dias de castigo, que foram claramente pouco para a barbaridade a que se assistiu", começa numa alusão ao castigo do Conselho de Disciplina da FPF a Luís Filipe Vieira por "lesão na honra e reputação" de Luís Ferreira, membro do Conselho de Arbitragem, no final do jogo Benfica-V. Setúbal (1-1) da segunda jornada da Liga.

Saraiva passa depois a enumerar: "Debandada de atletas; 600 milhões de dívidas; contribuintes a pagar dívidas alheias; lesados do BES; agressões no trânsito; agressões num banco; associações a lavagens de dinheiro; clubes-fantasmas; vouchers. E querem continuar a deitar fumo para os olhos das pessoas? Podem tentar tudo mas vão continuar a ser desmascarados. E, isto mesmo, num país onde alguma comunicação social não é isenta mas que, como tudo o resto, vai começar a mudar. E quando perderem esse último bastião..." A finalizar, o diretor de comunicação dos leões dispara: "Não nos distraímos com atuações de circo e palhaçadas de ocasião. Nós somos o Sporting CP e preferimos o doce sabor das vitórias!"

O CM sabe que o Benfica não vai reagir, mas fonte do clube fez saber que este espera que as instâncias competentes analisem e castiguem as declarações de Nuno Saraiva.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)