Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Benfica queria episódio de ataque a autocarro investigado como terrorismo

Caso remonta a dezembro de 2018 quando o veículo que transportava adeptos encarnados foi apedrejado.
SÁBADO 1 de Junho de 2020 às 08:24
Bruno Simões
Bruno Simões FOTO: Nuno Fonseca/Movephoto

Três dias depois de um autocarro com adeptos ter sido apedrejado na A1 (a 23 de dezembro de 2018), o Benfica considerou, através de um comunicado ("Terrorismo sem perdão"), que os factos em causa eram semelhantes ao que se tinha passado, meses antes, na Academia do Sporting e que, em novembro daquele ano, tinham resultado numa acusação por terrorismo a Bruno de Carvalho.

Saiba mais na Sábado.

Terrorismo Benfica A1 Academia do Sporting Bruno de Carvalho desporto futebol ataque
Ver comentários