Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Vieira puxa por Vitória e segura 'jóias'

Líder das águias utilizou um discurso motivador.
Mário Figueiredo 12 de Dezembro de 2015 às 10:37
Luís Filipe Vieira  fez discurso ambicioso perante funcionários. O almoço de Natal  do Benfica reuniu 800 colaboradores do clube
Luís Filipe Vieira fez discurso ambicioso perante funcionários. O almoço de Natal do Benfica reuniu 800 colaboradores do clube FOTO: Miguel Barreira
O Benfica não pode viver no passado, mas é o passado que nos diz que a nossa dimensão é universal. Já atingimos muitas das metas que desejávamos, mas temos de manter o inconformismo como o melhor argumento para continuar a crescer e a liderar." Foi com este discurso ambicioso de corte definitivo com parte daquilo que ficou para trás e direcionado a êxitos futuros que Luís Filipe Vieira se dirigiu esta sexta-feira aos funcionários do clube no tradicional almoço de Natal.

O presidente do Benfica enalteceu o trabalho desenvolvido nos últimos 15 anos no clube. "Fizemos todos juntos uma verdadeira revolução. A revolução da credibilidade, a revolução financeira, a revolução da formação, das infraestruturas, da recuperação das modalidades, a revolução da nossa história, com o museu e o centro de restauro, a revolução das casas do Benfica, a revolução da inovação e, por último, a revolução dos direitos televisivos", referiu, numa alusão ao contrato assinado com a NOS de 400 milhões de euros.

Vieira não esqueceu também os companheiros desta viagem e agradeceu o apoio nos períodos de maior dificuldade: "Tenho orgulho no que fizemos até hoje. Há muitas pessoas que nunca desistiram ao longo destes 15 anos. No passado, houve situações muito difíceis de ultrapassar e contei sempre com o apoio e empenho de quem sempre acreditou que podíamos fazer do Benfica aquilo que é hoje."

Benfica Luís Filipe Vieira desporto futebol águias discurso
Ver comentários