Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Bruno de Carvalho ameaça jogadores com claques

Reunião dura, com gritos à mistura, inviabilizou qualquer pedido de desculpas.
António M. Pereira e Mário Figueiredo 8 de Abril de 2018 às 01:30
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho com Jorge Jesus
Bruno de Carvalho com Jorge Jesus
Bruno de Carvalho com Jorge Jesus
Jorge Jesus
João Henriques
Rui Patrício
Sporting
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho com Jorge Jesus
Bruno de Carvalho com Jorge Jesus
Bruno de Carvalho com Jorge Jesus
Jorge Jesus
João Henriques
Rui Patrício
Sporting
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho com Jorge Jesus
Bruno de Carvalho com Jorge Jesus
Bruno de Carvalho com Jorge Jesus
Jorge Jesus
João Henriques
Rui Patrício
Sporting
Bruno de Carvalho ameaçou os jogadores do Sporting com as claques do clube na reunião que decorreu este sábado em Alvalade, apurou o Correio da Manhã.

O encontro não foi pacífico e até ficou marcado por uma troca de gritos. Terá sido nessa altura que o presidente leonino ameaçou os atletas com represálias de alguns membros das claques. Aliás, segundo o CM apurou, vários jogadores já receberam mensagens com ameaças, como sucedeu noutras ocasiões.

Os jogadores mantiveram-se firmes na sua decisão de exigir um pedido público de desculpas de Bruno de Carvalho, mas o dirigente também esteve intransigente e não cedeu à pressão. Assim, não houve pedidos de desculpas de nenhuma das partes. Perante o ambiente tenso vivido no encontro, o técnico Jorge Jesus, que tem sido o elo de ligação entre a posição do presidente e jogadores, optou por mandar os atletas para Alcochete, onde realizaram mais um treino e ficaram em estágio para o jogo de hoje com o Paços de Ferreira.

Bruno de Carvalho também abandonou Alvalade, mas garantiu a Jorge Jesus que poderá convocar os jogadores que estão disponíveis fisicamente.

Certo é que o conflito está longe de ser resolvido devido às posições extremadas das partes. Neste momento, sabe o CM, a voz da razão tem sido a de Jorge Jesus, que tem convencido os jogadores a treinar e a concentrarem-se nos jogos que têm pela frente.

O treinador tem sido ouvido pelo presidente, que acedeu a que todos os jogadores revoltosos possam vir a ser utilizados nas partidas que ainda faltam até ao final da temporada, afastando, para já, o cenário de recorrer à equipa B.

Críticas de Bruno após derrota com Atl. Madrid
Bruno de Carvalho criticou a exibição na derrota (0-2) frente ao Atl. Madrid, individualizando os erros de Coates e Mathieu, e acusou Coentrão e Bas Dost de não "quererem jogar em Alvalade", depois de terem visto amarelos em lances desnecessários. Após o comunicado dos jogadores (ver peça em baixo), Bruno falou em "crianças mimadas" e suspendeu os 19 jogadores que partilharam a mensagem do plantel.

Comunicado revela revolta do plantel
Os jogadores não gostaram das críticas e emitiram um comunicado no qual visaram o presidente. "Não podemos pensar apenas no 'eu', mas sim em 'nós' e sempre na equipa. Todos os assuntos resolvem-se dentro do grupo", pode ler-se, lamentando: "A ausência de apoio daquele que deveria ser o nosso líder".

Jorge Jesus trava suspensão de atletas 
Jorge Jesus travou a suspensão dos jogadores decretada por Bruno de Carvalho e admitiu este sábado que "tem a liberdade para convocar" os futebolistas "que quiser" para a partida de hoje (20h15, SportTV1), frente ao P. Ferreira, em Alvalade.

"Não houve nota de suspensão. Todos os jogadores disponíveis serão convocados para o jogo", disse Jesus na antevisão da partida com os pacenses, explicando: "Tivemos uma reunião entre presidente, jogadores e treinador. Tudo o que se passou vai ficar no seio da equipa. Tenho a liberdade para convocar os jogadores que eu quiser, como é habitual. Ainda temos um treino na Academia e depois disso vou convocar todos os jogadores que estiverem aptos fisicamente".

O treinador leonino desmentiu ainda que a equipa se tivesse recusado a treinar na sexta-feira em Alvalade: "Regressámos a Lisboa na sexta de manhã. Chegámos ao estádio e fizemos treino de recuperação, no ginásio. Não houve recusa de nenhum jogador, nem isso aconteceria comigo. Como treinador, nunca tive ninguém que se recusasse a treinar, muito menos no Sporting, que é um clube com muita história. Fizemos a análise ao jogo de Madrid".

Treino em Alcochete na manhã do jogo
Se tudo decorrer dentro da  normalidade, Jorge Jesus dá hoje, em Alcochete, o último treino antes do jogo com o Paços de Ferreira.

Piccini deve ser rendido por Ristovski 
O lateral Piccini está castigado e é baixa confirmada para o duelo com o P. Ferreira. Ristovski deve ser o escolhido para a lateral direita.

João Henriques desvaloriza
"Preparámos o jogo a contar com os melhores jogadores do Sporting. A partir daí, nada nos diz respeito. Jorge Jesus é que tem um problema", disse ontem João Henriques, técnico do P.Ferreira.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)