Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Sporting: guerra fria entre presidente e treinador

Os dois responsáveis têm contactos mínimos, limitando conversas ao expediente indispensável.
Nuno Miguel Simas 23 de Dezembro de 2014 às 08:20
Presidente e treinado do Sporting mantêm relacionamento frio
Presidente e treinado do Sporting mantêm relacionamento frio FOTO: Joana Sousa

Bruno de Carvalho e Marco Silva, presidente e treinador da equipa de futebol do Sporting, respetivamente, falam entre si os mínimos indispensáveis e quando o fazem é em nome do interesse coletivo do Sporting. Os dois já chegaram a evitar-se, sabe o CM.

Marco Silva tem-se isolado da estrutura dirigente do futebol, e, segundo apurou o CM, há barreiras na relação com Augusto Inácio, diretor para o futebol, que vêm desde agosto. Também com outros elementos tem havido afastamento. Nélson Pereira, treinador de guarda-redes, e Paulinho, o popular roupeiro, viajaram recentemente à parte da equipa, em dia de jogo, ao contrário do que era habitual acontecer, por iniciativa do treinador.

A relação entre Bruno e Marco é fria e distante e na última semana foi marcada por troca de recados. Bruno de Carvalho disse na sexta--feira passada que "é necessário que os demais envolvidos assumam com a mesma frontalidade a sua quota-parte [momento da equipa de futebol]. É necessário deixarmos de ter medo de dar a cara e de justificar cada mau resultado ou má exibição com chavões ou filosofias românticas", referiu, numa mensagem a Marco Silva e ao plantel. A resposta apareceu após o triunfo do Sporting em casa do Nacional, por 1-0, no domingo. "Quando critico, prefiro fazê-lo cara a cara", disse Marco Silva. Nesse jogo, os dois evitaram-se quando Mané marcou o único golo do encontro.

A tensão dos últimos dias acabou por não se refletir, pelo menos de forma negativa, no jogo da Choupana, mas pelo que o CM apurou, foi sobretudo a partir das críticas de Bruno de Carvalho ao plantel após a derrota em casa do V. Guimarães (3-0) que presidente e treinador cavaram um fosso.

A forma pública como Bruno de Carvalho criticou a equipa, via Facebook, abalou o balneário. A intervenção do presidente teve reflexos em todo o grupo.

bruno de carvalho marco silva sporting