Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

COI quer que se faça "toda a luz" no escândalo da FIFA

Presidente do Comité Olímpico Internacional quer "tolerância zero" para este tipo de situações.
28 de Maio de 2015 às 18:45
Thomas Bach interveio após Joseph Blatter na cerimónia de abertura do 65.º congresso da FIFA
Thomas Bach interveio após Joseph Blatter na cerimónia de abertura do 65.º congresso da FIFA FOTO: Walter Bieri/EPA
O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI) pediu esta quinta-feira à FIFA, em Zurique, que "faça toda a luz sobre as acusações de corrupção", reafirmando a "tolerância zero" para esse tipo de situações.

Falando na cerimónia de abertura do 65.º congresso do organismo que tutela o futebol mundial, Thomas Bach, que interveio após Joseph Blatter, presidente da FIFA, recordou a Agenda 2020, vasto conjunto de reformas no movimento olímpico, em que se consagra "o princípio da tolerância zero na luta contra a corrupção".

"O vosso combate é um desafio. Mas sabemos também que não há outra forma de garantir a credibilidade. Encorajamos-vos a continuar a colaboração com as autoridades competentes para fazer toda a luz sobre os métodos incriminados e tomar todas as medidas necessárias permitidas pelas estruturas que criaram", disse ainda o dirigente máximo do movimento olímpico.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)