Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

“Contra tudo e contra todos”: o grito de alerta de Pinto da Costa

Alerta adeptos para o longo caminho que há a percorrer, no sentido de chegar ao título.
Mário Pereira 14 de Junho de 2020 às 09:12
Pinto da Costa, presidente do FC Porto
Pinto da Costa, presidente do FC Porto FOTO: Movephoto

"Contra todo e contra todos". Este é o grito de alerta de Pinto da Costa, dirigido aos adeptos mas que pretende também que chegue dentro do balneário.

No seu primeiro editorial da revista ‘Dragões’ desde que foi eleito para o 15º mandado como presidente do FC Porto, o dirigente, de 82 anos, entende ser altura de cerrar fileiras. "As duas provas que estamos a disputar não estão decididas, e no caso do campeonato sabemos que o caminho ainda é longo. Sabemos que por vezes há obstáculos que temos de enfrentar além dos nossos adversários. Mas não deixaremos de lutar contra tudo e contra todos. Foi sempre esse o nosso percurso. E é por isso que o FC Porto de hoje é tão diferente do que existia a 25 de abril de 1974", escreve Pinto da Costa.

Mais à frente fala de invejas alheias. "Sou presidente do FC Porto há 38 anos e já vi o nosso clube ser enterrado muitas vezes por quem nos quer mal. Costuma ser bom sinal. De cada vez que isso acontece, respondemos com força e suscitamos ainda mais razões para continuarmos a ser invejados. Foi o que aconteceu nas últimas semanas".

Numa espécie de discurso à nação, Pinto da Costa termina com o enaltecimento da forma como decorreram as eleições do clube, realizadas nesta semana. "As eleições que se realizaram a 6 e 7 de junho foram um momento espantoso. O civismo dos sócios, a mobilização impressionante, o brilho da organização, a forma como os vencedores e os vencidos lidaram com os resultados (...), tudo contribuiu para mostrar que o FC Porto está bem vivo".

PORMENORES
Indeferimento
A Comissão Eleitoral da FPF indeferiu o requerimento do FC Porto contra a candidatura da deputada socialista Cláudia Santos à liderança do Conselho de Disciplina, na lista de Fernando Gomes. 


Caio Henrique
O FC Porto está disposto a pagar ao Atlético Madrid a cláusula de rescisão do lateral brasileiro Caio Henrique, fixada em 20 milhões de euros, garante o jornal espanhol ‘Mundo Deportivo’.

Alex Telles
O FC Porto avançou com um recurso para o Conselho de Disciplina, pedindo a despenalização do segundo cartão amarelo mostrado a Alex Telles no jogo com o Marítimo, na quarta-feira.
FC Porto Pinto da Costa Conselho de Disciplina Caio Henrique Alex Telles futebol desporto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)