Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Cristiano Ronaldo recorda mulheres que lhe davam sobras no McDonald's: "Quero encontrá-las"

Internacional português não esquece tempos difíceis por que passou em miúdo.
Record 17 de Setembro de 2019 às 22:01
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo pode ter muito dinheiro hoje, mas não esquece aquilo por que passou. Na entrevista que deu ao canal ITV, o capitão da Seleção Nacional recorda os tempos em que ia ao McDonald's sem dinheiro.

Hambúrgueres
"Quando era miúdo, com uns 12 anos, não tínhamos dinheiro. E vivíamos juntamente com outros jovens jogadores provenientes de outras zonas do país. Era um período complicado, sem a família por perto. Às 10 e tal 11 horas, tínhamos fome e havia um McDonald's por perto. Pedíamos os hamburgueres que sobravam e uma senhora chamada Edna, mais outras duas raparigas, elas davam aquilo que sobrava. Espero que esta entrevista ajude a encontrá-las. Queria convidá-las a jantar comigo, em Turim ou em Lisboa. Quero poder devolver aquilo que fizeram por mim. Nunca me esqueci desse momento"

Quanto vale
"Não sei quanto posso valer, mas sei que tenho muito dinheiro no banco. Se calhar não devo dizer isso, mas é verdade e não posso esquecer. Se tenho 17 carros, não vou dizer que tenho 2."

Filho
"Espero que o Cristianinho seja como eu, mas ele será o que quiser. Sem pressão. Talvez um pouquinho só de pressão [risos]"

Recordes
"A minha obsessão pela vitória ajuda-me muito. Bater recordes é parte de mim. Eu não persigo os recordes, eles é que me perseguem. Sou viciado no sucesso. E não acho que isso seja mau. Motiva-me, se alguma coisa não te motiva não vale a pena."
ITV Cristiano Ronaldo McDonalds desporto futebol questões sociais interesse humano prémios e galardões
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)