Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Tensão na Assembleia Geral do Sporting. Polícia entra dentro do recinto

Sócios mostram descontentamento com a presidência leonina.
Correio da Manhã 10 de Outubro de 2019 às 21:11
O primeiro ano de Frederico Varandas na presidência do Sporting está esta quinta-feira a ser escrutinado pelos adeptos leoninos numa Assembleia Geral no Pavilhão João Rocha. 

O ónus desta reunião é analisar, discutir e votar o relatório e contas do exercício 2018/19, no entanto os sócios estão a usá-la para demonstrar o seu descontentamento com a direção do Sporting. 

"Demissão" e "ditador" foram a palavra de ordem no início desta assembleia. O descontentamento dirigido ao atual presidente leonino, Frederico Varandas, está causar alguma tensão no recinto tendo a polícia entrado no mesmo, segundo apurou o Correio da Manhã. A intervenção policial surge após os seguranças terem tentado tirar do recinto dois adeptos mais exaltados, pertencentes às claques.

No pavilhão encontram-se mais de 500 sócios. Rogério Alves deu início à reunião magna. Aplausos, assobios e vaias foi o que recebeu Frederico Varandas durante o seu discurso.

Três dos sócios que usaram da palavra na AG criticaram Varandas e a mesa da AG por terem colocado a votação a decorrer antes que fossem lidos os detalhes da reestruturação financeira. Esta tarde, o CM deu conta de que José Pedro Rodrigues enviou uma carta à CMVM pedindo que fossem investigados os detalhes desta alegada reestruturação. O sócio leonino que chegou a integrar a lista de Madeira Rodrigues nas eleições do Sporting, diz que a operação financeira divulgada pode não ter acontecido.
Sporting desporto Frederico Varandas futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)