Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Direção do Sporting pede Assembleia-Geral extraordinária

Clube reage com novo comunicado sobre agressões em Alcochete e buscas no clube.
16 de Maio de 2018 às 21:11
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho

O Sporting emitiu esta terça-feira um comunicado no seu site em que a direção do clube pede a convocação de uma Assembleia-Geral Extraordinária.

"Como sempre afirmámos, o Clube é dos Sócios e estes devem, em momentos relevantes, ser sempre ouvidos. Neste sentido, enviámos hoje [terça-feira] ao Senhor Presidente da Mesa da Assembleia-Geral do Sporting Clube de Portugal, um pedido de Assembleia Geral Extraordinária a ser marcada o mais breve possível, para analisar a situação atual do Clube, auscultar os Sócios e dar todas as explicações que estes entendam necessárias".

O clube volta a reiterar o seu repúdio pelas agressões em Alcochete. Sobre as investigações do caso de corrupção no andebol, que levaram a PJ a fazer buscas em Alvalade esta quarta-feira e a deter dois funcionários do clube, o comunicado diz manifesta "a nossa total disponibilidade em colaborar com a investigação para que se possa apurar toda a verdade. O Sporting CP pauta a sua actuação pelo respeito pela legalidade, transparência e lisura de todos os seus actos". 

"Ato terrorista" em Alcochete
Sobre o caso no centro de treinos o Sporting expressa "veementemente, a condenação já efetuada ontem sobre o crime horrendo, um ato terrorista, na Academia Sporting em Alcochete".

O clube censura as suspeitas de um enventual envolvimento de Bruno de Carvalho no caso: "Repudiamos de forma veemente todas as declarações e insinuações indecorosas sobre o envolvimento do presidente do clube e da SAD [Bruno de Carvalho], de forma direta ou indireta, no ato horrendo que se verificou", acrescenta o comunicado.

Os dirigentes solidarizam-se com todas as vítimas deste "ataque atroz e inqualificável", manifestando-lhes todo o apoio, e sublinham a presença de Bruno de Carvalho na Academia após as ocorrências, "no sentido de apurar o ocorrido e prestar o apoio a todas vítimas deste bárbaro acontecimento", acrescentando que "a Sporting SAD apresentou queixa do ocorrido junto das autoridades competentes durante a madrugada de hoje".

"As forças policiais e de justiça atuaram pronta e diligentemente. Temos que perceber agora todos os contornos desta ardilosa situação, rápida e serenamente. Se se vier a comprovar que os autores deste ato ignóbil foram sócios do nosso clube, enviaremos de imediato a respetiva participação para o Conselho Fiscal e Disciplinar para que nos termos estatutários se promova a expulsão dos infratores", lê-se

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)