Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Dragão esmagador no dérbi da Invicta

Luis Díaz fez o 1-0 e Hamache o 1-1, mas foi o ‘bis’ de Evanilson a resolver o duelo com o Boavista.
Sérgio Pereira Cardoso 31 de Outubro de 2021 às 01:30
Evanilson bisou no jogo de sábado. Este é o lance do seu primeiro golo (2-1), no qual não deu chances a Alireza
Evanilson bisou no jogo de sábado. Este é o lance do seu primeiro golo (2-1), no qual não deu chances a Alireza FOTO: MovePhoto
O FC Porto recebeu com uma goleada o vizinho Boavista, num jogo que teve muito brilho dos portistas, com destaques para Evanilson e a estreia de sonho de Danny Loader. No lado sombrio, a equipa de arbitragem esteve em dia para esquecer num dérbi sempre dominado pelos dragões, novos líderes da Liga.

Muito para contar. Desde logo, as opções de Conceição, que não perdoou o desaire na Taça da Liga e deixou fora da convocatória Mbemba, Toni Martínez e Jesús Corona. Os que jogaram responderam bem.

Entrada forte do FC Porto, que já merecia a vantagem quando fez o 1-0, por Díaz, de cabeça. Só que, na primeira vez que foi à frente, o Boavista empatou, num tiraço de Hamache. Pelo meio, um penálti claro por marcar num empurrão sobre Evanilson (22’).

‘Eva’ seria mesmo o homem a resolver a partida, com dois golos parecidos, ambos a passe de Taremi. 2-1 antes do intervalo, 3-1 logo após o descanso. Dois penáltis e um par de faltas por marcar sobre o iraniano levaram Conceição ao desespero e à substituição do avançado, que tinha amarelo e até demorou a perceber o que se estava a passar. Para fecho de ouro, Loader, jovem da equipa B, estreou-se e marcou de calcanhar o 4-1.

Uribe lesiona-se no jogo 100 pelo FC Porto
O colombiano Uribe cumpriu este sábado o jogo 100 pelos dragões. O médio acabou por sair aos 54 minutos, aparentemente com uma lesão muscular. O jogador não escondeu a frustração no banco de suplentes.

Análise ao jogo
Positivo: Um ano sem perder
Sérgio Conceição repete várias vezes que o clube vive de títulos, mas está de parabéns pelo atingir da liderança e de um ano sem derrotas no campeonato - 38 jogos. Ligação Taremi-Evanilson dá frutos e Loader, inglês de 21 anos, teve estreia de sonho.

Negativo: Vizinho de trazer por casa
Mérito do FC Porto, mas também demérito do visitante Boavista, que esteve sempre muito desequilibrado e defensivamente aos papéis. Foram quatro golos, mas até podiam ter sido mais. Lesão de Uribe deixa preocupação para o futuro próximo.

Arbitragem: Completamente perdidos
Penálti por assinalar e expulsão perdoada aos 22’, sobre Evanilson. Outros dois (52’ e 56’) lances para penálti sobre Taremi. Até o iraniano viu que estava fora de jogo (90 cm) num golo só anulado pelo VAR. Chico Conceição escapou ao vermelho.

Análise aos jogadores
Evanilson - Estava a crescer na equipa, mas faltava-lhe golo. Pois então, aqui vão dois, plenos de oportunidade e a resolver o jogo. Parceria com iraniano Taremi está cada vez mais oleada.
Diogo Costa – Sem hipóteses no golo sofrido, evita o 1-2 numa grande defesa (36’).
João Mário – Sempre perigoso no corredor, fez o centro para o 1-0. Estava desapoiado no empate de Hamache.
Pepe – Impôs-se em confusões entre adversários e faz o corte que resulta no 4-1.
Marcano – Ganhou a bola que acaba no 3-1 e, já lesionado, no fim, deu o exemplo ao lançar Díaz no golo de Loader.
Zaidu – Não teve problemas a defender na sua faixa, mas a atacar os cruzamentos continuam por aperfeiçoar.
Uribe – Boa primeira parte, coroada pela recuperação que acaba no 2-1. Saiu lesionado.
Vitinha – Com abola nos pés é uma delícia. Criterioso, está na construção de inúmeros lances de perigo dos dragões.
Otávio – Muito lutador, porém pouco eficiente no encontro de sábado. Deveria ter seguido Hamache no 1-1.
Luis Díaz – Excelente, como tem sido habitual. Fez o 1-0 de cabeça e até nos descontos partia a cabeça aos adversários, com assistência no 4-1.
Taremi – Por falar em assistências, foi um ‘10’ nos passes para o ‘bis’ de Evanilson. Sofreu penáltis não assinalados e foi... substituído por isso mesmo, já que estava amarelado.
Sérgio Oliveira – Quase dava o hat trick a ‘Eva’.
Grujic – Manteve a posse.
Francisco Conceição – Arriscou uma expulsão.
Danny Loader – Subiu da B e teve estreia de sonho, com golo oportuno de calcanhar.
Fábio Vieira – Nada de especial importância.
Ver comentários
}