Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Dragão faz mira a Luís Filipe Vieira

Dirigente portista acusa presidente das águias de “caucionar cartilha”.
Sérgio Pereira Cardoso 13 de Abril de 2017 às 08:21
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira, CMTV
Luís Filipe Vieira, CMTV
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira, CMTV
Luís Filipe Vieira, CMTV
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira, CMTV
Luís Filipe Vieira, CMTV
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira
Através do diretor de comunicação e informação, o FC Porto divulgou, na noite de terça-feira, os nomes daqueles que, segundo Francisco J. Marques, recebem a ‘cartilha’, nome dado pelos dragões às informações cedidas a comentadores ligados ao Benfica. No topo da lista dos destinatários, está Luís Filipe Vieira.

"O problema não é a existência da cartilha, é tratar os adversários da maneira que trata e ser caucionada pelo presidente do Benfica. Não me venham dizer que é um clube organizado e muito à frente. Os comentadores do FC Porto não são inundados com propaganda. Isto é Goebbels [ministro da Propaganda de Hitler]. Isto é uma vergonha", referiu Marques, no Porto Canal, ironizando com o que chama de "postura de Rainha de Inglaterra" de Vieira.

O dirigente portista apontou ainda o dedo ao suposto apoio ilegal do Benfica à claque No Name Boys, citando um mail do responsável da segurança das águias para Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD, após a partida em Braga. No regresso a Lisboa, segundo se lê, membros dos No Name pediram faturas do combustível com número de identificação fiscal do Benfica e evitaram as portagens, numa fuga por um portão da estação de serviço de Aveiras. O Benfica, soube o CM, enviou a divulgação do mail ao departamento jurídico.

Entretanto, João Carlos Teixeira abordou o jogo de sábado (20h30, Sport TV1), em Braga. "Estamos na reta final do campeonato, as coisas têm corrido bem. O apoio dos adeptos tem sido fundamental. Não há melhor do que jogar fora e sentir que estamos em casa."
Ver comentários