Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Dragão tem de vender

Portistas em risco de não cumprir o fair-play financeiro.
Igor Gonçalves 29 de Março de 2016 às 17:06
O argelino Yacine Brahimi, de 26 anos, tem uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros
O argelino Yacine Brahimi, de 26 anos, tem uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros FOTO: José Coelho / Lusa
O FC Porto está obrigado a fazer um encaixe financeiro significativo de forma a não violar as regras de fair-play financeiro impostas pela UEFA. Esse encaixe, sabe o CM, vai ser obtido através da venda de jogadores, com o extremo Brahimi a ser o principal candidato à saída negociada.

Segundo os regulamentos da UEFA, os clubes não podem ter prejuízos acumulados superiores a 30 milhões em três temporadas. O FC Porto teve um prejuízo de 40,7 milhões de euros há duas temporadas, enquanto na época passada terminou com lucro de 19,3 milhões de euros. Assim, os dragões estão com saldo negativo de 21,4 milhões, pelo que o prejuízo desta temporada não pode ascender aos 8,6 milhões. No exercício da época em curso, contudo, irá ser contabilizada a venda de Imbula ao Stoke por 24 milhões de euros, que pode equilibrar as contas.

Ainda assim, a vontade do FC Porto em reforçar o plantel para a próxima temporada, de forma a melhorar os resultados desportivos, vai obrigar à venda milionária de uma das figuras principais, bem como de alguns jogadores considerados excedentários no plantel. Apesar de estar a fazer uma temporada algo irregular, Brahimi, de 26 anos, continua a ser um dos elementos com maior mercado. O argelino tem uma cláusula de rescisão de 60 milhões.

Ainda na atualidade do futebol dos dragões, a comissão de candidatura de Pinto da Costa realizou uma conferência de imprensa em que acusou o deputado Carlos Abreu Amorim, adepto do FC Porto, de "mentir" quando disse que não tinha assinado o documento de apoio à recandidatura de Pinto da Costa. 

dragão porto negócio futebol fc porto
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)