Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Dragões nas mãos de Jesus

Pedro Santos, autor do golo do Sp. Braga, falhou uma grande penalidade (poste) antes do intervalo.
Filipe António Ferreira 16 de Abril de 2017 às 01:30
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
As melhores imagens do Sporting de Braga-FC Porto
O FC Porto ficou ontem a três pontos do líder Benfica depois do empate no terreno do Sp. Braga. Um resultado que pode comprometer a corrida portista na luta pelo título de campeão.

Esperava-se um FC Porto dominador logo a abrir, mas o que se passou foi precisamente o contrário. O meio-campo minhoto anulou por completa a ação de Danilo Pereira e André André. A jogar bem dentro do meio-campo portista, o Sp. Braga chegou à vantagem através de um belo lance com os extremos em evidência. Aos 6’, Cartabia fez o que quis de Alex Telles e cruzou para a área, onde Pedro Santos tem um cabeceamento imparável.

Meio aturdida, a equipa de Nuno Espírito Santo (que inventou ao colocar André Silva na direita) só a partir dos 15’ começou a ter mais posse de bola. Brahimi na esquerda e Soares na frente de ataque começaram a dar que fazer à defesa minhota, mas sem nunca criarem uma verdadeira chance de golo. Nesse período, os dragões reclamaram duas grandes penalidades (agarrão a Felipe e toque sobre Soares).

Depois de recuar as linhas, o Sp. Braga voltou à carga, sempre sob a batuta do argentino Battaglia. Vukcevic primeiro e depois Rui Fonte colocaram os dragões em sentido.
A fechar os primeiros 45’ em que a equipa da casa foi quase sempre melhor, uma grande penalidade clara na área portista (Óliver tocou a bola com a mão). Chamado a converter, o herói do primeiro golo – Pedro Santos – atirou com estrondo ao poste, evitando que o descalabro do FC Porto fosse ainda maior.

O regresso dos balneários trouxe um conjunto portista transfigurado, pressionante e autoritário. O Sp. Braga recuou por culpa da ação do FC Porto mas também por evidente défice físico. Aos 62’, o inevitável Soares levou justiça ao marcador: um cabeceamento perfeito após canto de Alex Telles.

Com o Sp. Braga a tentar apenas rápidas transições e sem o domínio a meio-campo, voltou a ser o FC Porto a estar perto do golo. Danilo em duas ocasiões cabeceou ao lado sem oposição para desespero do banco de suplentes do FC Porto. Até final muitas quezílias, muitas faltas, amarelos, pedidos de penáltis (Soares voltou a pedir falta na área num lance com Alan) e a expulsão de Brahimi do banco de suplentes.

A cinco jornadas do fim, as fichas do FC Porto vão agora para aquilo que o Sporting pode fazer contra o Benfica.
FC Porto Benfica Vukcevic Sp. Braga Danilo Pereira Rui Fonte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)