Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Empate prolonga agonia sadina

Sasso foi expulso e vitorianos não souberam aproveitar.
Ricardo Lopes Pereira 12 de Fevereiro de 2019 às 08:58
Empate prolonga agonia sadina
Empate prolonga agonia sadina
Empate prolonga agonia sadina
Empate prolonga agonia sadina
Empate prolonga agonia sadina
Empate prolonga agonia sadina
Empate prolonga agonia sadina
Empate prolonga agonia sadina
Empate prolonga agonia sadina
O V. Setúbal somou esta segunda-feira o seu 10º jogo na Liga sem ganhar, ao ceder um empate (0-0) na receção ao Belenenses na partida que encerrou a 21ª jornada.

Apesar de terem jogado mais de 20 minutos em superioridade numérica – Sasso foi expulso aos 68 minutos –, os sadinos, que esta segunda-feira estrearam o antigo internacional Jorge Andrade no banco de suplentes (como adjunto de Sandro Mendes), não conseguiram quebrar o jejum e estão agora a apenas dois pontos acima dos lugares de descida.

Na primeira parte, os vitorianos estiveram duas vezes perto de se colocarem em vantagem através de ‘tiros’ do meio da rua disparados por Nuno Valente (20’) e Cádiz (45+1’).

No entanto, a melhor oportunidade para desfazer o nulo que se registava ao intervalo pertenceu ao conjunto lisboeta, aos 32 minutos, quando Diogo Viana rematou cruzado na esquerda à barra da baliza de Cristiano.

Na segunda metade, os anfitriões entraram mais dinâmicos, mas foi o Belenenses a estar mais perto de marcar quando, após assistência de Licá, Henrique (53’), com o peito, levou a bola a passar perto do poste esquerdo da baliza dos setubalenses.

Já depois da expulsão de Sasso – viu segundo cartão amarelo por ter protestado uma decisão de João Capela –, o Vitória só não conseguiu chegar ao triunfo, aos 90+1 minutos porque Muriel desviou para a trave um remate cruzado de Berto que levava selo de golo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)