Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Empresário Catió Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Terá pagado mais de 20 mil euros a um funcionário da embaixada portuguesa.
1 de Julho de 2020 às 20:58
Empresário Catió Baldé
O empresário Catió Baldé
Empresário Catió Baldé
O empresário Catió Baldé
Empresário Catió Baldé
O empresário Catió Baldé

O empresário Catió Baldé foi acusado de corrupção passiva por ter pagado mais de 20 mil euros a um funcionário da embaixada portuguesa na Guiné-Bissau, de modo a que este conseguisse um visto para atletas que queriam prestar provas no Benfica. 

Esta acusação do Ministério Público, a que a revista 'SÁBADO' teve acesso, relata acontecimentos de fevereiro de 2014, quando a embaixada de Portugal na Guiné-Bissau negou o pedido de vistos de entrada em território nacional a três jovens futebolistas.
Benfica Catió Baldé Guiné-Bissau desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)