Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

FC Porto em Roma com pressão alta

Sérgio Conceição não vai alterar a estratégia no jogo da Champions. Otávio deve entrar para o lugar do castigado Corona.
Mário Figueiredo 11 de Fevereiro de 2019 às 01:30
Treino do FC Porto no Olival
Sérgio Conceição
Sérgio Conceição
Treino do FC Porto no Olival
Sérgio Conceição
Sérgio Conceição
Treino do FC Porto no Olival
Sérgio Conceição
Sérgio Conceição
Sérgio Conceição não vai alterar a estratégia do FC Porto e quer uma equipa a fazer pressão alta frente à Roma, na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões que se disputa esta terça-feira em Itália, apurou o CM.

Os dois empates consecutivos na Liga [Guimarães, 0-0; e Moreirense, 1-1] que custaram quatro pontos na tabela classificativa, não vão fazer o técnico alterar a forma de jogar da equipa - está ciente de que existe um problema na finalização e de eficácia ofensiva, mas atribui essas carências a um momento pontual.

E é por isso que vai manter-se fiel à sua ideia de jogo em Roma. Quer uma equipa a pressionar alto e a criar situações de perigo. Contudo, tratando-se de um jogo a duas mãos, Conceição vai continuar a apostar na solidez defensiva. As alterações do onze serão pontuais, nomeadamente com a entrada de Otávio para o lugar do castigado Corona.

Segundo o CM apurou, Sérgio Conceição tem mantido o grupo unido e tem minimizado o momento de menor fulgor. Além disso, separou as águas da Liga e da Liga dos Campeões. Acredita que não é necessário motivar os jogadores para este jogo com a Roma, pois sabe tratar-se de uma montra europeia, em que Herrera, Brahimi e Alex Telles serão o foco de vários clubes italianos interessados. Os dragões partem esta segunda-feira para Roma e treinam às 17h30.

Encaixe recorde na mira

O FC Porto prepara-se para realizar um encaixe financeiro recorde na Champions. Os dragões já amealharam 67,94 milhões de euros na primeira fase (15,23 milhões pela entrada na fase de grupos; 28,81 milhões pelo ranking; 14,4 milhões pelos resultados e 9,5 milhões pela passagem aos oitavos). Agora preparam-se para atacar mais 10,5 milhões, que é quanto vale a passagem aos ‘quartos’.

Em caso de sucesso o saldo passa para 78,44 milhões. O anterior máximo data de 2016/17 com 30,7 milhões.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)