Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

FC Porto passa a deter mais de 50 por cento da SAD

FC Porto comprou as participações que eram detidas pela Somague Imobiliária e Somague - Engenharia.
3 de Outubro de 2014 às 00:12
Pinto da Costa, presidente do FC Porto
Pinto da Costa, presidente do FC Porto FOTO: José Moreira

O FC Porto anunciou esta quinta-feira, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que passou a deter mais de metade das ações da SAD do futebol do clube da I Liga.


"O Futebol Clube do Porto comunicou-lhe, na sequência da aquisição, no dia 2 de outubro de 2014, fora de mercado regulamentado, de 2.818.185 ações representativas do capital social da Sociedade correspondentes à participação que até àquela data era detida pelas sociedades Somague Imobiliária, S.A. e Somague - Engenharia, S.A., a ultrapassagem de metade dos direitos de voto correspondentes ao capital social da Sociedade", lê-se na nota.


De acordo com o mesmo documento, "em consequência deste negócio, ao Futebol Clube do Porto passou a ser imputável um total de 9.078.035 direitos de voto inerentes a 9.078.035 ações representativas de 60,52% dos direitos de voto e do capital social da Sociedade". Neste valor estão incluídos "250.000 direitos de voto inerentes a 250.000 ações representativas do capital social da Sociedade da titularidade de Jorge Nuno Lima Pinto da Costa e 9.850 direitos de voto inerentes a 9.850 ações representativas do capital social da Sociedade da titularidade de Reinaldo da Costa Teles Pinheiro, Presidente e Vice-presidente do Futebol Clube do Porto, respetivamente".

Na sua página oficial, os "dragões" revelaram ainda que as contas do clube foram aprovadas "por larga maioria" em Assembleia Geral extraordinária.

FC Porto SAD CMVM Somague Imobiliária Somague - Engenharia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)