Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Federação Portuguesa de Futebol no Qatar para discutir defesa dos direitos humanos e LGBTQI+

Deslocação acontece no âmbito do Grupo de trabalho da criado em 2021.
Lusa 5 de Julho de 2022 às 23:23
FIFA e UEFA
FIFA e UEFA FOTO: Reuters
A Federação Portuguesa de Futebol fez deslocar ao Qatar representantes e discutiu a defesa dos direitos humanos, direitos LGBTQI+ e liberdade de imprensa, tendo mantido reuniões com instituições, no âmbito do Grupo de trabalho da UEFA criado em 2021.

O mesmo grupo de trabalho, que a FPF integra, reuniu-se igualmente com trabalhadores migrantes e marcou uma posição clara na defesa intransigente de todos os direitos humanos, seja dos trabalhadores (locais ou migrantes) ou da comunidade LGBTQI+.

Por outro lado, num balanço à visita ao Qatar, reconheceu que foram feitos progressos significativos sobre as questões dos direitos dos trabalhadores, na sequência do impacto das alterações legislativas introduzidas, como ficou demonstrado nos recentes relatórios da Organização Internacional do Trabalho sobre o Qatar.

Nestes, por exemplo, é mencionado que 242 mil trabalhadores conseguiram mudar de emprego (apenas 18 mil no ano anterior) desde que em 2020 foram introduzidas novas leis laborais, que 280 mil receberam aumentos salariais, que 338 empresas foram encerradas no verão passado por incumprimento, e que as doenças relacionadas com o calor diminuíram drasticamente desde 2019, em 400 por cento.

UEFA Qatar LGBTQI+ parlamento
Ver comentários
}