Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Federação Inglesa acusa Balotelli de conduta racista

Em causa está uma imagem do Super Mario com uma legenda que muitos consideraram racista e antissemita.
5 de Dezembro de 2014 às 18:18

A Federação Inglesa de Futebol (FA) acusou esta sexta-feira o italiano Mario Balotelli, avançado do Liverpool, de conduta racista.


Em comunicado, a FA considera que Balotelli "infringiu a norma E3, que regula as referências à origem étnica, cor, raça, nacionalidade e/ou credo" com uma publicação numa rede social.


Em causa está uma imagem da personagem de videojogos Super Mario que Balotelli colocou na rede social Instagram com uma legenda que muitos consideraram conter estereótipos de cariz racista e antissemita.


"Não seja racista. Seja como o Mario. Ele é um canalizador italiano, criado por japoneses, que fala inglês, parece um mexicano, salta como um negro e agarra em moedas como um judeu", escreveu na altura o internacional italiano.

Um dia depois da FA ter aberto um inquérito, Balotelli pediu desculpa pelo comentário, garantindo que que se tratava de "uma mensagem de humor sobre o racismo".


O jogador explicou que "não pensava que pudesse ser considerada tão agressiva", apesar de ter admitido que "possa ter um efeito contrário se for retirada do contexto".


Balotelli tem agora até 15 de dezembro para apresentar a sua defesa na FA.

racismo Super Mario Liverpool Mario Balotelli Federação Inglesa de Futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)