Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Fernando Santos festeja quarto aniversário na seleção portuguesa com 36.ª vitória

Selecionador nacional viu Portugal bater a Polónia por 3-2 e ficar muito perto das meias-finais da Liga das Nações.
Lusa 11 de Outubro de 2018 às 22:47
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
Fernando Santos, selecionador nacional
O treinador Fernando Santos celebrou esta quinta-feira na Polónia (3-2) o quarto aniversário ao comando da seleção portuguesa de futebol com a 36.ª vitória, em 58 jogos, numa aventura iniciada a 11 de outubro de 2014.

O técnico que passou por Benfica, FC Porto e Sporting entrou a perder, em França (1-2), mas o seu trajeto tem sido marcado, sobretudo, por triunfos, incluindo o maior da história da formação das 'quinas', na final do Europeu de 2016.

A dois jogos das seis dezenas, Fernando Santos apresenta 62,1% de vitórias, ao somar 36, mais 12 empates e 10 derrotas, com 111 golos marcados e 44 sofridos.

Os registos do 'engenheiro do penta', a alcunha que ganhou quando levou o FC Porto a um inédito quinto título consecutivo, em 1998/99, são ainda mais significativos quando a análise se restringe aos jogos oficiais.

Em 35 encontros a 'sério', Fernando Santos venceu 25, subindo a percentagem para 71,4, empatou oito e, mais impressionante, apenas perdeu dois (71-24 em golos).

À frente do conjunto das 'quinas', o técnico luso apenas caiu na Suíça, por 2-0, no primeiro encontro após o Euro2016, a 06 de setembro de 2016, na qualificação para o Mundial2018, e com o Uruguai, por 2-1, nos 'oitavos' da prova russa, a 30 de junho.

No que respeita aos jogos fora, Fernando Santos também ostenta números muito positivos, com 10 vitórias -- mais um empate e quatro derrotas - em 15 jogos e um saldo positivo de 14 golos (25-11).

Em quatro anos na seleção lusa, o técnico que completou 64 anos na quarta-feira convocou 76 jogadores e utilizou 66, tendo estreado um total de 35.

O guarda-redes Rui Patrício foi o que mais jogou, um total de 4.110 minutos, enquanto Ricardo Quaresma destaca-se em termos de jogos disputados, com 45, contra 44 do dono da baliza do Wolverhampton e 43 de William Carvalho.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)