Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Figo não escolheu ser treinador por conhecer bem os jogadores

Antigo jogador frisou que o êxito de um técnico não depende apenas dele próprio.
26 de Abril de 2017 às 18:13
Luís Figo e Aurélio Pereira
Luís Figo e Aurélio Pereira FOTO: Fernando Ferreira
O antigo futebolista português Luís Figo confessou que esta quarta-feira que não seguiu a carreira de treinador por conhecer demasiado bem os jogadores e frisou que o êxito de um técnico não depende apenas dele próprio.

"É uma decisão pessoal. Normalmente o passo seguinte no futebol profissional é enveredar por uma carreira de treinador. Mas eu não enveredei pela carreira de treinador por conhecer demasiado bem os jogadores", começou por dizer.

Durante o terceiro congresso 'The Future of Football' que decorre até quinta-feira no Estádio José Alvalade, em Lisboa, Luís Figo explicou que o sucesso de um técnico depende de várias pessoas, revelando outra paixão para além do futebol.

"E também por conhecer o futebol e saber que podes ser um muito bom treinador e não obter êxitos, e podes ser um treinador mais ou menos ou mau e ter êxito. O êxito de um treinador não depende dele, depende de trinta pessoas. Para além disso tenho gosto na área da gestão", terminou.
Luís Figo Estádio José Alvalade The Future of Football Lisboa desporto futebol
Ver comentários