Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

João Félix voa na festa do golo

Avançado de 19 anos construiu a vitória com um golo e duas assistências, numa noite inesquecível também para Rafa, que bisou.
Mário Figueiredo 15 de Abril de 2019 às 01:30
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Benfica defronta o Vitória de Setúbal
Este Benfica mantém-se firme na liderança da Liga, com os mesmos pontos do FC Porto, voando este domingo para mais uma vitória nas asas de João Félix, autor de um golo e duas assistências, no triunfo sobre o V. Setúbal por 4-2.

As águias aproveitaram um adormecimento generalizado do V. Setúbal para construir uma vitória confortável. O primeiro golo surgiu logo no segundo minuto, quando Pizzi recuperou uma bola e lançou João Félix para assistir Rafa que, com um desvio oportuno, inaugurou o marcador.

Os sadinos pareciam não ter o antídoto para travar o Benfica que podia ter ampliado a vantagem depois de Ruben Micael ter travado um remate de João Félix com a mão. Pizzi permitiu a defesa de Makaridze.

O Benfica parecia confiante e não se notou o cansaço do jogo de quinta-feira com o Eintracht Frankfurt (triunfo por 4-2). Rafa e João Félix pareciam endiabrados e carregavam a equipa.

E foi esta dupla que construiu o 2-0. João Félix ganhou uma bola na raça a Vasco Fernandes à saída da área sadina e assistiu Rafa, que bisou na partida.

Estava tudo encaminhado para uma noite tranquila do Benfica, quando Nuno Valente reduziu (39’).

Bruno Lage sentiu que a equipa acusou o golo e pediu, mais do que uma vez, o apoio dos adeptos para motivar a equipa.

O golo acordou os sadinos, que chegaram a acreditar que podiam pontuar na Luz, mas o Benfica entrou forte na segunda parte, tal como tinha feito na primeira, e ‘matou’ esse sonho dos vitorianos.

O intervalo fez bem à equipa, com Bruno Lage a fazer alguns acertos que acabaram por se tornar decisivos. O 3-1 começa numa recuperação de bola de Florentino, que deu para Pizzi assistir João Félix. O jovem, de 19 anos, voltou a marcar e já soma 11 golos na Liga.

Os sadinos conseguiram esboçar uma reação, com Berto a ser sempre o elemento mais perigoso. O guarda-redes Odysseas ganhou esse duelo.

A subida dos sadinos acabou por destapar a defesa. Seferovic acabou por fazer o 4-1, após uma assistência de Rafa.

O resultado fez o Benfica encolher-se e Lage começou a fazer descansar alguns das pedras-chave a pensar na segunda mão do jogo com o Eintracht Frankfurt, na quinta-feira.

A equipa descomprimiu e Rúben Dias acabou por dar uma chapada em Vasco Fernandes na área. O VAR não perdoou e foi penálti. Cádiz estabeleceu o resultado final em 4-2.

Lage destaca "espírito de equipa"
"Foi uma boa vitória, com uma boa dinâmica. Depois falhámos o penálti e de alguma forma não estivemos atentos às transições adversárias", disse Bruno Lage, que ainda assim voltou a destacar a entrada forte no segundo tempo.

"Voltámos a entrar muito bem na segunda parte depois, nos últimos minutos, podíamos gerir mais o jogo com bola", salientou o técnico das águias. O jogo de quinta-feira com o E. Frankfurt, para a Liga Europa, está já na mente das águias: "Agora é recuperar sem nunca deixar de pensar no campeonato. Temos de estar com energia, concentração e ambição enorme."

Lage revelou ainda o motivo de Rafa ter ido festejar o golo ao banco com Fernando Ferreira, técnico de guarda-redes. "Aproveitar para dedicar o triunfo ao Fernando Ferreira, que perdeu esta semana a mãe.

O grupo juntou-se e quis-lhe oferecer a vitória. Sinal de um espírito de equipa muito forte."

ANÁLISE 
João Félix imparável
O menino de ouro está imparável. Ontem fez mais um golo e duas assistências. Nos últimos sete jogos fez quatro golos e três assistências. Frente aos sadinos apontou o seu 11º golo no campeonato, numa época em que regista 16 em todas as provas.

Adormecimento sadino
O V. Setúbal entrou a dormir no jogo e sofreu um golo no segundo minuto. Rúben Micael concedeu um penálti (26’) e Vasco Fernandes (36’) perdeu a bola que deu origem ao segundo golo do Benfica. Demasiados erros para se cometerem na Luz.

Arbitragem com dúvidas
Rui Costa não teve uma arbitragem fácil, apesar de ter ajuizado quase sempre bem. Os penáltis da mão de Rúben Micael e da chapada de Rúben Dias são bem assinalados após a consulta ao VAR. Dúvidas num corte na área de Rúben Dias sobre Berto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)