Jogador argentino desaparecido em avião começou a carreira no Crato

Conheça a história alentejana de Emiliano Sala, que viajava em avião que desapareceu entre França e Inglaterra.
Por José Carlos Marques|22.01.19
O mundo do futebol está em suspenso esta terça-feira pelo destino de Emiliano Sala. O jogador de 28 anos tinha acabado de assinar pelo Cardiff e fazia a viagem de França  - onde jogava no Nantes - para Gales num pequeno avião, que desapareceu dos radares na noite desta segunda-feira. As buscas iniciaram-se de imediato mas, esta, terça-feira, a hipótese de encontrar o jogador e o piloto com vida era já considerada muito reduzida.

Teme-se o pior desfecho para a história de um jogador argentino que começou a sua carreira na Europa no modesto F.C Crato, equipa dos distritais de Portalegre, na época 2009/10.

"Ele era muito jovem quando chegou. Tinha 18 anos. Na altura tínhamos outro argentino na equipa, o Mauricio Vaschestto [que hoje joga na Argentina, depois de várias épocas no Crato e no Oriental] e foi ele que nos falou do Emiliano. o Sala estava em Granada, em Espanha, mas não tinha oportunidade de jogar. Sabíamos que, para um argentino, o sonho de jogar na Europa é muito forte e entrámos em contacto com ele. O Emiliano aceitou vir e foi um motorista da Câmara buscá-lo a Espanha", lembra Paula Trapola, que na altura era dirigente do clube.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!