Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Jogador que agrediu árbitro critica dirigentes do Canelas

"Assumo o que fiz, sou mais homem que vocês, cobardes", diz Marco Gonçalves.
Diogo Vicente e Pedro Zagacho Gonçalves 4 de Abril de 2017 às 13:02
Marco Gonçalves
Agressão num jogo do Canelas
Marco Gonçalves, jogador que agrediu o árbitro
Momento em que o árbitro é atacado por Marco ‘Orelhas’
Marco Gonçalves, jogador que agrediu o árbitro
Marco ‘Orelhas’ e ‘Macaco’ a  puxarem pela equipa azul-e-branca
Marco Gonçalves
Agressão num jogo do Canelas
Marco Gonçalves, jogador que agrediu o árbitro
Momento em que o árbitro é atacado por Marco ‘Orelhas’
Marco Gonçalves, jogador que agrediu o árbitro
Marco ‘Orelhas’ e ‘Macaco’ a  puxarem pela equipa azul-e-branca
Marco Gonçalves
Agressão num jogo do Canelas
Marco Gonçalves, jogador que agrediu o árbitro
Momento em que o árbitro é atacado por Marco ‘Orelhas’
Marco Gonçalves, jogador que agrediu o árbitro
Marco ‘Orelhas’ e ‘Macaco’ a  puxarem pela equipa azul-e-branca
Marco Gonçalves, o ex-jogador do Canelas, que este domingo agrediu o árbitro José Rodrigues com uma joelhada no nariz, usou o Facebook para expressar arrependimento pela má conduta que teve em campo, mas também para criticar os responsáveis do seu ex-clube.

A mensagem é escrita num português macarrónico, que se pode traduzir assim:
"Só para acabar com esta cena que infelizmente aconteceu: arrependo-me de tudo. Sou muito homem. Peço desculpa principalmente ao árbitro e à família. Mas afirmo aqui que estes dirigentes do Canelas não podem falar assim tão mal de mim porque nunca me disseram na cara que me dispensaram, assim como nunca disseram que tive culpa em tudo o que se passou. Sou culpado, sim. E assumo. Agora, fazerem-se de santinhos e mandarem para mim tudo o que se passou... isso não admito. Esse senhor que falou que tenho de ser castigado é mesmo que me disse a mim, se tiver que f***, um, dois ou três, pá, é f***. Enfim. Sou culpado, sim,  pelas minhas atitudes, mas que não me venham tapar os olhos do otários (Diretores, Canelas, Presidente). Eu assumo o que fiz, sou mais homem que vocês, cobardes", escreveu o vice de Macaco nas redes sociais.



Entretanto o post já foi apagado da conta de Facebook de Marco Gonçalves, mas vários sites copiaram e publicaram a mensagem original, como é o caso do site 'Azeitugal'.

Marco Gonçalves está impedido de entrar em recintos desportivos e de contactar com árbitros. O atleta foi ouvido esta segunda-feira no Tribunal de Gondomar, em primeiro interrogatório judicial, e foi constituído arguido, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência. 

Esta determinação, já aplicada pela PSP, foi confirmada durante a tarde pelo Tribunal de Instrução Criminal do Porto, que decidiu acrescentar às medidas já decretadas o impedimento de entrada em recintos desportivos, bem como a proibição de contacto com árbitros. 

O jogador, que é membro da claque do FC Porto "Super Dragões", foi detido este domingo depois de ter partido o nariz ao árbitro José Rodrigues. 

A agressão aconteceu logo no início do jogo, quando Marco Gonçalves foi expulso com cartão vermelho direto por agredir um adversário.

Acabou por ser detido no campo do Rio Tinto pela PSP logo após o incidente.

Participou nas ameaças a Artur Soares Dias
Marco Gonçalves é um dos maiores apoiantes de Fernando Madureira na liderança da claque "Super Dragões". Em janeiro, foi um dos elementos da claque que se deslocou ao estádio da Maia para ameaçar o árbitro Artur Soares Dias, que aí se encontrava a treinar. 

Marco Gonçalves deu conta desse episódio numa mensagem que publicou no Facebook: "Foi preciso ir à (sic) Maia para serem corretos e dignos. Sem árbitros estes filhos da p* ganham merda nenhuma c*. ((Benfiquistas filhos duma p*))".

Na mesma rede social, há fotos de Marco com a farda da SPDE, a empresa de segurança cujo dono está a ser julgado por segurança ilegal em Guimarães, num processo em que Pinto da Costa também é arguido.

PSP esclarece detenção
Em comunicado, divulgado esta segunda-feira, a PSP explicou as razões da detenção de Marco Gonçalves em pleno relvado:

"No dia 2 de abril, no policiamento desportivo relacionado com o jogo de futebol entre o Sport Clube de Rio Tinto e o Clube de Futebol Canelas 2010, que decorreu no estádio cidade Rio Tinto, a PSP procedeu à detenção de um dos jogadores do Clube de Futebol Canelas 2010 por ter agredido o árbitro do jogo. A detenção ocorreu dentro do relvado, por iniciativa dos polícias da PSP que integravam o dispositivo do policiamento, por aparentemente o árbitro não se encontrar em condições de solicitar a intervenção policial em tempo útil".
desporto futebol Canelas Marco Gonçalves
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)