Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Jogadores da formação do Benfica mostram qualidades a Roger Schmidt frente ao Paços de Ferreira

Henrique Araújo foi o homem mais avançado das águias e aproveitou para marcar dois golos.
Filipe António Ferreira e Mário Figueiredo 14 de Maio de 2022 às 01:30
Henrique Araújo
Henrique Araújo FOTO: José Reis/Movephoto
Desce o pano para Benfica e P. Ferreira no que às contas da Liga diz respeito. As águias, com muita juventude, venceram com dois golos do menino Henrique Araújo.

Nélson Veríssimo prometeu e cumpriu. Lançou de início seis jogadores da formação, com idades entre os 19 e os 21 anos. A audácia do técnico, que fez esta sexta-feira o seu último jogo à frente das águias, resultou quase de imediato. Tiago Gouveia (estreia a titular) recuperou uma bola e assistiu na perfeição o goleador de serviço, Henrique Araújo (também ele aposta pela primeira vez de início).

A vantagem não deu tranquilidade à equipa encarnada, que teve em Helton Leite (esta sexta-feira capitão) a sua grande figura, com três grandes defesas que evitaram o golo, que até se justificava, do Paços.

E foi logo após um desses sufocos defensivos encarnados (Morato e Tomás Araújo fizeram dupla de centrais com Sandro Cruz na esquerda) que o resultado voltou a mexer. Tiago Gouveia remata e André Ferreira não segura. A bola sobra para Gil Dias, que cruza com o seu pior pé para o inevitável Henrique Araújo bisar.

No segundo tempo, o jogo continuou morno e só aqueceu nos últimos 20 minutos. Paulo Bernardo ameaçou o terceiro e na outra baliza Helton Leite voltou a ser gigante a remate de Denilson Jr..

Já com os campeões da Youth League Martim Neto e Diego Moreira em campo, o Benfica voltou a ter excelente hipótese após correria de Moreira, que atirou para defesa de André Ferreira. Já em tempo de compensação, Yaremchuck tentou deixar a sua marca, após passe de Martim Neto, mas o guarda-redes pacense voltou a levar a melhor diante do substituto de Henrique Araújo, o herói do encontro.

O Benfica fecha a época com uma vitória, mas sem qualquer título conquistado. De positivo apenas algumas bases para o futuro. Tomás Araújo, Morato, Tiago Gouveia e Henrique Araújo partem na frente para serem apostas do novo técnico, o alemão Roger Schmidt, na próxima temporada.

Henrique Araújo foi letal com bis e aponta à nova temporada
Helton Leite – Foi o capitão e fez um punhado de defesas de elevado nível. Manteve o Benfica na luta pela vitória.
Gilberto – Não subiu tanto como habitual. Bom corte a remate de Lucas Silva.
Morato – Forte no jogo aéreo, não comprometeu.
Tomás Araújo – Não é exuberante, mas acabou por revelar-se eficaz.
Sandro Cruz – Algumas dificuldades para travar Hélder Ferreira. Irregular.
Meité – Cumpriu, mas faltou-lhe intensidade.
Henrique Araújo – Uma eficácia tremenda com dois golos à ponta de lança. No primeiro com um remate cruzado e no segundo com uma emenda preciosa. É goleador!
Paulo Bernardo – Discreto no meio-campo, destacou-se com um remate a criar perigo.
Tiago Gouveia – Uma agradável surpresa. Assistiu Henrique Araújo no primeiro golo e tem um remate forte no 2º.
Gil Dias – Fez a assistência para o segundo golo ao beneficiar de uma defesa incompleta a remate de Gouveia.
João Mário – Jogou mais avançado. Tem toque de bola, mas falta-lhe a motivação.
Diogo Gonçalves – Estancou o jogo pacense na direita.
Diego Moreira – Grande sprint a culminar com remate muito perigoso.
Martin Neto – Boas recuperações e um grande passe.
Yaremchuk - Falhou um golo isolado.
Taarabt – Refrescou.
Roger Schmidt Paços de Ferreira desporto futebol