Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Jorge Jesus admite época falhada no Benfica

Técnico quer cumprir contrato até ao fim e diz que para o ano e com os mesmos jogadores tudo será diferente na Luz.
Filipe António Ferreira 22 de Abril de 2021 às 01:30
Jorge Jesus não está satisfeito com a época que a sua equipa está a realizar
Jorge Jesus não está satisfeito com a época que a sua equipa está a realizar FOTO: José Gageiro/Movephoto
Jorge Jesus admitiu esta quarta-feira que esta época do Benfica não foi aquilo que todos estavam à espera. "O Benfica é um clube que tem sempre de ganhar, não está a fazer um campeonato de acordo com aquilo que eu e todos os benfiquistas pensávamos. O futebol tem momentos e épocas assim, não é nada que eu já não tenha passado neste clube", disse na antevisão do jogo desta quinta-feira com o Portimonense.

O técnico, quando faltam sete jogos oficiais para o final da temporada, já aponta a 2021/2022: "O Benfica tem capacidade para inverter esta época para um ciclo completamente diferente na próxima época, com a mesma estrutura e os mesmos jogadores. É isso que vai acontecer."

O treinador diz também que uma possível entrada direta na Champions e a conquista da Taça de Portugal não significa uma "boa temporada". "Estou habituado a ganhar tudo, por isso não fico satisfeito", salientou Jesus, que reafirmou o desejo de cumprir o contrato com as águias até ao fim (da próxima época).


Jesus rejeita que a equipa esteve cansada após o encontro com o Gil Vicente. "Especulou-se muito que os jogadores estavam cansados pelo trabalho que efetuaram durante a semana. Só quem não entende nada de treino e não tem noção nenhuma do que é trabalhar hoje as equipas de alto nível é que pode ter alguma dúvida em relação ao que se trabalhou durante a semana normal de uma grande equipa", salientou o técnico, que não quis confirmar se vai apostar num sistema de quatro ou três defesas: "Não há plano A nem plano B, utilizamos aquilo que achamos que possa ser melhor em função dos jogadores do Benfica e do nosso adversário. São dois sistemas muito parecidos, é fácil mudar de um para o outro só modificando um jogador."

A Superliga é o tema do momento e Jesus não deixou de o abordar: "Nunca acreditei que isto pudesse chegar ao fim. O futebol é um jogo criado para as pessoas, para o povo, é um jogo em que os melhores constroem a sua história pelos resultados e não através de um torneio em que alguns que nunca tiveram capacidade de lá chegar desportivamente agora podiam chegar."

Técnico diz que não Vende banha da cobra
"Não podemos fingir que somos cegos. Assumo as minhas responsabilidades, não fujo a nenhuma pergunta. Faltam 21 pontos, o Sporting tem 12 de avanço. Matematicamente, é possível, mas é quase impossível. Não vou estar a vender banha da cobra. Isto não são as histórias da Carochinha", realçou o técnico das águias.
Ver comentários