Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Juiz de Madrid leva a julgamento FC Barcelona, Bartomeu e Rosell

Estima-se que o clube catalão tenha defraudado o fisco em cerca de 13 milhões de euros na transferência de Neymar.
13 de Maio de 2015 às 15:51
O presidente do FC Barcelona Josep Maria Bartomeu
O presidente do FC Barcelona Josep Maria Bartomeu FOTO: Albert Gea/Reuters

Um juiz do tribunal de Madrid decidiu esta quarta-feira levar a julgamento o FC Barcelona e o seu presidente, Josep Maria Bartomeu, no âmbito do 'caso Neymar', em relação a uma alegada fraude na transferência do futebolista.

A decisão foi tomada pelo juiz José de la Mata, que entendeu existir motivo para levar a tribunal Bartomeu, o seu antecessor Sandro Rosell e o clube, suspeitos de pagarem mais pela contratação do jogador do que aquilo que declararam ao fisco.

Estima-se que o clube catalão tenha defraudado o fisco em cerca de 13 milhões de euros.

A procuradoria pede dois anos e três meses de prisão para Josep Maria Bartomeu, por delito fiscal no exercício de 2014, e sete anos e seis meses para Rosell, por mais dois delitos fiscais em 2011 e 2013.

O FC Barcelona é acusado na soma dos delitos nos três anos e é exigido que o clube pague ao fisco espanhol 11,4 milhões de euros, em modo compensatório, de indemnização por responsabilidade civil.

É também pedido que os catalães paguem 22,2 milhões de euros de multa, e que Rosell pague 25,1 e Bartomeu 3,8 milhões de euros.

Por outro lado, também a autoridade tributária pede uma pena de dois anos e três meses de prisão para Bartomeu e de seis anos e nove meses para Rosell, por crimes fiscais na contratação do internacional brasileiro.

Madrid FC Barcelona Josep Maria Bartomeu Neymar Sandro Rosell
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)