Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Pressão cresce no FCP

Treinador espanhol vê onda de contestação aumentar após a pesada derrota com o Sporting.
Mário Figueiredo 20 de Outubro de 2014 às 09:27
Julen Lopetegui foi contratado por Pinto da Costa para revolucionar a equipa
Julen Lopetegui foi contratado por Pinto da Costa para revolucionar a equipa FOTO: Estela Silva / Lusa

A eliminação do FC Porto da Taça de Portugal com uma derrota caseira (1-3) ante o rival Sporting aumentou a pressão sobre o treinador Julen Lopetegui para o jogo de amanhã (19h45) frente ao Athletic Bilbao, em casa, para a fase de grupos da Champions.

A contestação ao técnico espanhol tem subido de tom nas últimas semanas. O elevado investimento feito na equipa (16 reforços e 40 milhões de euros gastos) aumentou o grau de exigência e as expectativas dos adeptos, que estão desagradados com a eliminação da Taça e com o facto de estarem a quatro pontos do líder Benfica na Liga. Após o jogo frente aos leões já se ouviram assobios.

Os dragões sofreram a primeira derrota da época frente ao Sporting, mas a qualidade dos reforços que o técnico exigiu já tinha sido questionada antes. O jogador mais contestado é Adrián López, pedido expresso do técnico, que custou 11 milhões de euros por 60 por cento do passe.

A rotatividade também cria mal-estar e internamente há quem se questione sobre a teimosia em manter Tello no banco, tal como a escassa utilização de Quaresma, que poderia ter surgido motivado no clássico pela assistência para o golo de Ronaldo no jogo da Seleção frente à Dinamarca (1-0).

A insistência em adaptar atletas a outras posições também está a criar anticorpos. Lopetegui está sob alta pressão. 

Ver comentários