Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Justiça espanhola rejeita recursos de Bartomeu e Rosell

Estão a ser investigados no chamado 'Caso Neymar'.
1 de Setembro de 2015 às 18:42
Presidente e ex-presidente estão acusados de fraude e evasão fiscal
Presidente e ex-presidente estão acusados de fraude e evasão fiscal FOTO: EPA
A Justiça espanhola rejeitou os recursos do presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e do seu antecessor, Sandro Rosell, contra a admissão a processo de uma nova acusação relacionada com a contratação de Neymar.

Segundo fontes judiciais, citadas esta terça-feira pela agência EFE, a Audiencia Nacional, instância espanhola de recurso, descarta os argumentos daqueles dois dirigentes no que se refere à admissão no processo já em curso do pedido da empresa DIS, que tinha parte dos direitos desportivos do futebolista brasileiro.

No chamado 'caso Neymar', estava em causa, nomeadamente, uma acusação de fraude e evasão fiscal, o que terá lesado o fisco espanhol em cerca de três milhões de euros.

A DIS vem agora apresentar queixa nos tribunais contra o 'Barça', o jogador, o pai deste e a sua empresa e ainda o clube brasileiro Santos e dois dirigentes envolvidos na transferência.

A acusação inclui fraude e simulação de negócio, defende a empresa, que deveria receber 40 por cento valor da transferência. O valor declarado do negócio foi de 57,1 milhões de euros, mas a investigação da Audiencia Nacional conclui que ascendeu a 83,3 milhões.
Josep Maria Bartomeu Sandro Rosell recursos rejeitados acusação transferência Neymar desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)