Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Lesionados não preocupam Rui Vitória

Técnico do Benfica garante ter soluções suficientes para ausência dos atacantes Jonas e Castillo para o duelo com o Boavista.
Filipe António Ferreira 18 de Agosto de 2018 às 09:40
Rui Vitória, treinador do Benfica
Rui Vitória
Rui Vitória
Luís Filipe Vieira
Rui Vitória, treinador do Benfica
Rui Vitória
Rui Vitória
Luís Filipe Vieira
Rui Vitória, treinador do Benfica
Rui Vitória
Rui Vitória
Luís Filipe Vieira
Rui Vitória desvalorizou esta sexta-feira as ausências dos avançados Jonas e Castillo para a deslocação deste sábado ao Bessa (19h00, Sport TV). O técnico encarnado garante ter opções suficientes para vencer o Boavista na 2ª jornada da Liga.

"Os avançados disponíveis? Vamos ter Seferovic, Ferreyra, João Félix, Rafa, Zivkovic, Salvio, Cervi, Pizzi, Gedson, Grimaldo, André Almeida, que até já marcou golos… Portanto, temos vários. Mas estes são os que me recordo assim de repente", salientou o treinador ainda antes de ser conhecida a convocatória para o jogo no Porto em que não figuram os atacantes Jonas (cervicalgia) e Castillo (microrrotura na perna direita).

Vitória promete uma equipa forte: "Vamos fazer tudo para ganhar, seja no primeiro minuto ou no último minuto. Os jogos têm 90' e a qualquer momento podemos ganhar o jogo. Será um jogo com exigência, com estádio cheio e estamos preparados para ele." O técnico não poupou elogios à formação orientada por Jorge Simão. "Uma equipa que se bate muito bem, que tem um ponta de lança de qualidade, jogadores que jogam bem, defensivamente bem organizados e que saem bem para o ataque. O Boavista está a formar uma boa equipa e vai querer ganhar. Vamos ao Bessa para ganhar", garantiu.

O atual momento do jovem Gedson (19 anos) não passou ao lado da conferência de imprensa dos encarnados que logo de seguida viajaram rumo ao Norte do País. "Já esperava este rendimento desde o primeiro dia. No Benfica parece que se tornou fácil o aparecimento de jogadores [da formação], mas para um jogador aparecer desta maneira não é estalar os dedos e já está! Formações e instalações de qualidade há em todo o Mundo. No Benfica houve sempre jogadores de qualidade, mas por mais voltas que se dê, o que faz a diferença é apenas uma coisa: a porta aberta da equipa principal", salientou.

O elevado número de jogos da equipa neste arranque de temporada (8 até ao dia 2 de setembro) acabou por ser desvalorizado. "Prefiro jogar do que treinar. É assim, haveremos de arranjar solução. Os jogadores também têm grande capacidade de dar resposta ao que solicitamos. Não há cá questões de desgaste físico".

Jorge Simão confiante
"Há coisas no Benfica que eu sei que podemos aproveitar, mas também reconheço que vai ser um jogo em que vamos ter que recorrer mais à nossa organização defensiva. Não o vamos fazer deliberadamente, mas a força do Benfica a isso obriga. Agora, se chegarmos ao final com 0-0 não vou ficar chateado, mas prefiro jogar o jogo e tentar ganhar", disse Jorge Simão, treinador do Boavista, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Benfica, a contar para a segunda jornada da Liga.

Ferreyra assume ataque das Águias
O ataque do Benfica deverá ser entregue ao argentino  Facundo Ferreyra, que deverá começar o jogo de início, devido às lesões de Jonas e Castillo. Nos convocados para o duelo com o Boavista estão ainda os avançados Seferovic (não tem sido utilizado) e João Félix.

Vieira animado após alta hospitalar
Luís Filipe Vieira teve ontem alta hospitalar depois de mais de uma semana internado. Ao que o CM apurou, o líder encarnado está animado e com vontade de regressar, assim que possível, aos comandos do clube da Luz.

O Benfica revelou que o motivo pelo internamento ficou a dever-se a "problemas de sono que levaram a indisposição e tonturas". Contudo, o número de dias que o líder encarnado passou no hospital poderá deixar antever um problema de saúde mais grave, tal como avançou o CM.
O presidente das águias vai enfrentar agora um período de repouso absoluto que pode chegar às quatro semanas.

Ainda assim o líder encarnado estará em contacto permanente com os colegas da direção até porque o fecho de mercado está à porta e ainda existem alguns dossiers por resolver nomeadamente a eventual venda do central Rúben Dias ao Lyon e a contratação por empréstimo do lateral-direito francês Sébastien Corchia.

Luís Filipe Vieira, de 69 anos, foi internado há oito dias, em consequência de uma indisposição, e já não assistiu ao jogo de estreia do Benfica na Liga de futebol, com o Vitória de Guimarães, realizado na última sexta- -feira, que os encarnados venceram por 3-2.

O internamento hospitalar impediu também o responsável máximo do clube lisboeta de viajar para a Turquia, onde o Benfica empatou 1-1 na terça- -feira com o Fenerbahçe, em jogo da segunda mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, seguindo em frente na competição, depois de ter vencido em casa no jogo inaugural, por 1-0.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)