Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Liga distribui 850 mil euros para amenizar efeitos da pandemia nos clubes

Diretor financeiro da LPFP esclareceu que as verbas de apoio aos clubes que descem à II Liga continuarão a ser distribuídas pelas regras próprias aprovadas.
Lusa 7 de Setembro de 2021 às 14:15
Bola xx
Bola xx FOTO: Movephotos
A Liga de Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) vai distribuir, de forma igualitária, uma verba de 850 mil euros a todas as sociedades desportivas da I e II Liga, para amenizar as consequências financeiras provocadas pela pandemia da covid-19.

A medida proposta pela LPFP foi aprovada, por unanimidade, na Assembleia-Geral do organismo, realizada hoje no Porto, e na qual também foi ratificado o Relatório e Contas relativo à época 2020/21, que teve um resultado operacional positivo de 1,158 milhões de euros.

Segundo Mário Costa, presidente da Assembleia-Geral da LPFP, a verba de apoio aos clubes de 850 mil euros para as questões da covid-19 "deriva de um valor que não foi atribuído às sociedades desportivas do Vitória de Setúbal e Desportivo das Aves, quando esta estas foram despromovidas, e de um fundo de 550 mil euros definindo para imprevistos".

Já Telmo Viana, diretor financeiro da LPFP, lembrou que esta verba "pode ajudar minorar as muitas despesas que as sociedades desportivas tiveram no âmbito do combate à covid-19", considerando que é "um valor e uma ajuda importante", e vincando que o mesmo "pode ser resgatado no imediato pelos clubes".

Quando ao Relatório Contas, que pelo sexto ano consecutivo apresentou um resultado operacional positivo, desta vez de 1,158 milhões de euros, 8% superior ao que estava previsto no orçamento global de 17 milhões de euros, foi também aprovado por unanimidade pelas sociedades desportivas.

A LPFP reconheceu que o exercício teve "um forte impacto causado pela pandemia da covid-19" e que foi necessária "uma reformulação de estratégias e a redefinição de algumas atividades previstas para que orçamento fosse cumprido".

"A grande sapiência na elaboração de um bom orçamento é o cumprimento rigoroso do mesmo. Com as receitas do âmbito comercial e associativas, felizmente, apesar do flagelo da covid-19, conseguimos reagir e ajustar o orçamento", explicou Telmo Viana.

O diretor financeiro da LPFP esclareceu ainda que as verbas de apoio aos clubes que descem à II Liga continuarão a ser distribuídas pelas regras próprias aprovadas por todas as sociedades desportivas.

Ver comentários