Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Liga Portuguesa de Futebol quer apenas 16 clubes no campeonato

Entidade presidida por Pedro Proença justifica a decisão como uma medida para evitar “uma sobrecarga do calendário desportivo".
Correio da Manhã 8 de Abril de 2021 às 08:52
Pedro Proença , presidente da Liga
Pedro Proença , presidente da Liga FOTO: josé gageiro
A possibilidade de redução do campeonato de 18 para 16 clubes em 2022/23 encabeça uma série de propostas de alteração aos regulamentos da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

A entidade presidida por Pedro Proença justifica a decisão como uma medida para evitar “uma sobrecarga do calendário desportivo, tendo em conta a proximidade do Mundial2022, permitindo a preparação do novo ciclo da UEFA 2024-27”.

Em agenda está igualmente a proposta de criação de um play-off a uma só mão entre o terceiro e quarto classificados da II Liga, em casa do 3.º, cujo vencedor disputaria a seguir o acesso à Liga com o 16.º da tabela, num formato extensivo à recém-criada Liga 3, que arrancará na próxima época.

Está também em análise a hipótese das meias-finais da Taça de Portugal voltarem a ser disputadas apenas a uma mão, mas em campo neutro. A Taça da Liga seria igualmente alvo de uma reestruturação.

Liga Portuguesa de Futebol Profissional desporto futebol
Ver comentários