Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Vieira vai renovar com Bruno Lage e oferece um milhão de euros pela conquista da liga

Presidente do Benfica vai propor um acordo de dois anos e meio, com um vencimento a rondar os 500 mil euros anuais.
António M. Pereira e Mário Figueiredo 12 de Fevereiro de 2019 às 01:30
Luís Filipe Vieira e Bruno Lage
Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e Bruno Lage
Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e Bruno Lage
Bruno Lage, treinador do Benfica
Bruno Lage
Bruno Lage, treinador do Benfica
Luís Filipe Vieira e Bruno Lage
Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e Bruno Lage
Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e Bruno Lage
Bruno Lage, treinador do Benfica
Bruno Lage
Bruno Lage, treinador do Benfica
Luís Filipe Vieira e Bruno Lage
Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e Bruno Lage
Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e Bruno Lage
Bruno Lage, treinador do Benfica
Bruno Lage
Bruno Lage, treinador do Benfica
Luís Filipe Vieira vai antecipar a renovação do contrato com Bruno Lage, que poderá acontecer antes do jogo com o FC Porto (3 de março), apurou o CM.

O presidente do Benfica e Domingos Soares Oliveira, administrador executivo da SAD, têm debatido a continuidade do técnico, de 42 anos, para lá do final da época em curso. Há um consenso pouco habitual em torno desta matéria, quer entre os membros da estrutura diretiva, quer por parte dos jogadores, que têm sido auscultados.

O título dá um milhão de euros ao treinador, sabe o CM. O técnico tem neste momento o vencimento na ordem dos 30 mil euros mensais.

Bruno Lage tem recebido elogios de todos os quadrantes do clube e Vieira entende ser a altura de ‘prender’ o técnico promovido da equipa B para substituir Rui Vitória. Lage trouxe maior intensidade e variedade aos treinos e ganhou o respeito do balneário. Analisa individualmente o desempenho de cada jogador e faz questão de explicar o que pretende de cada um em cada sessão de trabalho.

O tema da renovação só deveria ser debatido no final desta época mas Vieira quer propor desde já um contrato de dois anos e meio.

Segundo o CM apurou que os valores são idênticos aos de Rui Vitória no seu primeiro ano no Benfica. Ou seja, 500 mil euros anuais, mas com objetivos que, a ser alcançados, farão disparar esta verba para patamares superiores.

‘Lobos’ à caça de Félix
O Wolverhampton, emblema a militar na Liga inglesa (7º classificado, 39 pontos), surge bem colocado na corrida à contratação de João Félix, avança a imprensa inglesa. Segundo garante o jornal Mirror, Nuno Espírito Santo pretende garantir o concurso do jovem avançado do Benfica com vista à próxima temporada. As ligações do técnico e do clube inglês com o empresário Jorge Mendes poderão ser determinantes para o avanço do negócio.

As pretensões do ‘Lobos’, todavia, correm o risco de esbarrar nas exigências do Benfica, pois João Félix tem uma cláusula de rescisão de 120 milhões de euros e Luís Filipe Vieira já fez saber que não está disposto a largar a joia por menos do que isso.

João Félix é, por estes dias, um nome que provoca estrondo no mercado internacional. Diversos clubes abrem dossiês com a ficha do jogador de 19 anos, referenciando-o como um avançado de enorme potencial.

As maiores ‘cabazadas’ da Liga
A vitória do Benfica sobre o Nacional, por 10-0, é a mais volumosa goleada registada na Liga portuguesa, nos últimos 55 anos. Iguala nos números outro triunfo das águias, ocorrido em 1964, sobre o Seixal.

Antes dessa data, contudo, eram mais ou menos frequentes as chamadas ‘cabazadas’. Na lista anexa pode ver-se o registo das maiores goleadas ocorridas na Liga. A maior de todas pertence ao Belenenses, que em 1944/45 marcou 15 golos à Académica de Coimbra.

Seis vitórias e 26 golos em seis jornadas
Com Bruno Lage no comando técnico, a equipa do Benfica soma por vitórias os jogos realizados na Liga.

Nesses seis encontros as águias marcaram 26 golos, sendo que 19 surgiram nas últimas três jornadas: Boavista (casa, 5-1), Sporting (fora, 4-2) e Nacional (casa, 10-0).

Benfica revoltado
O Benfica considerou esta segunda-feira "lamentável" que a goleada ao Nacional (10-0) tenha servido para se criticar a competitividade da Liga.

"Não há atualmente nenhuma Liga na Europa que tenha apenas 2 pontos a separar o 1º e o 3º classificados. O futebol português tem problemas, sim, mas são outros", lê-se na nota.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)