Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

'Macaco' paga com trabalho

Chefe da claque condenado por confrontos entre adeptos do FC Porto e do Benfica na A1.
9 de Junho de 2018 às 01:30
'Macaco'
Fernando Madureira
Fernando Madureira
'Macaco'
Fernando Madureira
Fernando Madureira
'Macaco'
Fernando Madureira
Fernando Madureira
Fernando Madureira, chefe da claque Super Dragões, foi condenado a um ano e quatro meses de prisão, substituídos por 480 horas de trabalho comunitário.

A decisão proferida esta sexta-feira pelo Tribunal de Oliveira do Bairro atribuiu a 'Macaco' a responsabilidade dos confrontos entre adeptos do FC Porto e do Benfica a 9 de maio de 2015, numa área de serviço da A1 em Oliveira do Bairro. Condenou por isso o chefe da claque azul-e-branca pelo crime de atentado à segurança rodoviária.

Além de Fernando Madureira, estiveram no banco dos réus outros dois elementos da claque. Um foi absolvido e o outro também foi condenado a trabalho comunitário.

O tribunal deu como provado que 'Macaco', ao aperceber-se do conflito entre adeptos do FC Porto e do Benfica, mandou parar o autocarro em que seguia, juntamente com dezenas de adeptos do FC Porto. De seguida, Madureira e os outros elementos da claque atravessaram as duas faixas de rodagem e ficaram junto ao separador central, trocando insultos com os adeptos do Benfica.

Segundo o tribunal, nas declarações que prestou em julgamento, Madureira "não assumiu verdadeiramente a gravidade daquilo que fez". "Irei cumprir a decisão judicial, que foi equilibrada. Fico a aguardar que me indiquem qual a instituição na qual vou cumprir a condenação", disse ao Correio da Manhã Fernando Madureira.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)