Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Manchester City arrasa United com Ronaldo sentado no banco

Haaland e Foden marcaram três golos cada. Ronaldo nem saiu do banco e Ten Hag justificou a decisão por ter “respeito por ele”.
Mário Figueiredo 3 de Outubro de 2022 às 08:57
Erling Haaland teve uma exibição demolidora ao apontar três golos e a fazer duas assistências no triunfo por 6-3
Erling Haaland teve uma exibição demolidora ao apontar três golos e a fazer duas assistências no triunfo por 6-3
O norueguês Erling Haaland, com três golos e duas assistências, foi o protagonista principal da goleada do City sobre o United, por 6-3, no dérbi de Manchester, com Cristiano Ronaldo a não sair do banco de suplentes.

O arraso do Manchester City começou cedo e foi construído por dois hat tricks, com Haaland (34’, 37’ e 64’) e Foden (8’, 44’ e 73’) a dividirem os golos. A supremacia da equipa de Pepe Guardiola, que contou com Bernardo Silva e João Cancelo a titulares, foi de tal ordem que ao intervalo já venciam por 4-0. Situação que fez centenas de adeptos do United abandonarem as bancadas em protesto com a exibição da equipa.

O Manchester United, que contou com Diogo Dalot e Bruno Fernandes no onze, esboçou uma reação na segunda parte com um golo de Anthony (56’), mas o City fez mais dois. Martial bisou (84’ e 90+1’ g.p.), mas não atenuou o desaire dos ‘red devils’.

No final da partida, Ten Hag foi questionado sobre o facto de não ter utilizado Ronaldo e a resposta foi curiosa: “Perdíamos por 4-0 e não o ia meter por respeito a ele e à sua carreira.” Este é já o quinto jogo consecutivo de CR7 no banco, algo que não acontecia desde 2003, quando ainda era um jovem jogador do Sporting.
Cristiano Ronaldo Manchester United Manchester City desporto futebol
Ver comentários