Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Michel Platini detido em Paris

Antigo presidente da UEFA é suspeito de corrupção, no âmbito do processo de atribuição do Mundial de 2022 ao Qatar.
Sara Guterres 19 de Junho de 2019 às 09:07
Michael Platini
O antigo presidente da UEFA Michel Platini
O presidente suspenso da UEFA, o francês Michel Platini, vai comparecer a 29 de abril no Tribunal Arbitral do Desporto
Michael Platini
O antigo presidente da UEFA Michel Platini
O presidente suspenso da UEFA, o francês Michel Platini, vai comparecer a 29 de abril no Tribunal Arbitral do Desporto
Michael Platini
O antigo presidente da UEFA Michel Platini
O presidente suspenso da UEFA, o francês Michel Platini, vai comparecer a 29 de abril no Tribunal Arbitral do Desporto
Michel Platini, presidente da UEFA entre 2007 e 2015, foi esta terça-feira detido por suspeitas de corrupção. Em causa está a atribuição do Mundial de futebol de 2022 ao Qatar, envolvida em polémica desde o seu anúncio em 2010. O ex-dirigente terá sido levado para o gabinete anticorrupção da PJ francesa (OCLCIFF), em Nanterre (Paris), segundo o jornal online francês ‘Mediapart’.

No centro da investigação estará uma reunião, realizada no dia 23 de novembro de 2010, entre o então presidente francês Nicolas Sarkozy e o príncipe herdeiro do Qatar e atual emir, Tamim bin Hamad al-Thani, na qual também participou Michel Platini.

Além das suspeitas das autoridades francesas, Joseph Blatter, ex-presidente da FIFA, tornou público, em outubro de 2015, um alegado "acordo de cavalheiros", que previa a atribuição da organização do Mundial de 2018 à Rússia - que se verificou -, e do de 2022 aos Estados Unidos. Segundo o suíço, o plano fracassou devido "à interferência de Sarkozy", que terá pedido a Platini para votar no emirado do Oriente Médio.

Entretanto, a assessoria de comunicação de Michel Platini negou que o ex-dirigente tenha cometido qualquer ilegalidade: "Não têm rigorosamente nada com que se recriminar e é totalmente alheio a factos que o ultrapassam." De acordo com o documento, Platini foi "ouvido como testemunha, num quadro que o impede de contactar com outras pessoas" envolvidas no processo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)