Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Mourinho recusa comentar comportamento de Rooney

Internacional inglês foi apanhado embriagado num casamento.
18 de Novembro de 2016 às 18:11
O avançado do Manchester United, Wayne Rooney
O avançado do Manchester United, Wayne Rooney FOTO: Carl Recine/Reuters
O treinador português do Manchester United, José Mourinho, recusou esta sexta-feira comentar o comportamento de Wayne Rooney ao serviço da seleção inglesa de futebol, em que o jogador foi fotografado aparentemente embriagado com convidados de um casamento.

"O que acontece na seleção nacional fica na seleção nacional", disse o treinador do Manchester United na conferência de imprensa de antevisão do embate com o Arsenal, em Old Trafford, este sábado (12h30).

O recordista de golos por Inglaterra e capitão do Manchester United surgiu em várias fotografias com convidados de um casamento no hotel londrino que alojava a seleção inglesa, com vários órgãos de comunicação social a apontarem a aparente embriaguez do avançado.

"Quando os meus jogadores vão à seleção, pertencem à seleção, e o que acontece, de bom ou de mau, não me diz respeito e não comento", acrescentou o técnico, de 53 anos.

Quanto ao jogo de sábado, Mourinho garante que o atleta tem "treinado como toda a gente e quer jogar como toda a gente", pelo que pode ser incluído na equipa que vai defrontar os londrinos.

Pep Guardiola, treinador dos rivais Manchester City, revelou hoje que quando era internacional, "também bebia de vez em quando".

"Tive sorte, não me tiraram fotografias, selfies ou outras coisas do género", afirmou o espanhol, que diz que os futebolistas "têm idade para assumir responsabilidades" e têm "direito a uma vida privada, que tem de ser respeitada".

Na quinta-feira, o treinador do Liverpool, Jurgen Klopp, lembrou que "todas as lendas [do futebol] bebiam como demónios e fumavam como loucos".

Na quarta-feira, a equipa de relações públicas do avançado escreveu, em comunicado, que Rooney "reconhece completamente que o comportamento é inadequado para alguém na sua posição".

O jogador "pediu desculpa sem reservas", enquanto a federação inglesa garantiu estar "a reavaliar a política sobre o tempo livre dos atletas enquanto estão ao serviço da seleção".

O selecionador interino de Inglaterra, Gareth Southgate, tinha dito aos jornalistas que a ausência de Rooney da equipa que empatou com a Espanha (2-2), na terça-feira, se devia a uma lesão contraída no desafio de 11 de novembro, com a Escócia, e não pelo alegado caso de embriaguez, noticiado pelo britânico The Sun.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)