Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5
Siga o CM no WhatsApp e acompanhe as principais notícias da atualidade Seguir

"Não temos medo do Inter": Roger Schmidt acredita que o Benfica pode vencer em Milão

Apesar da estreia amarga na 'Champions', águias chegam a Milão motivadas pela vitória frente ao FC Porto.
Lusa e Filipe António Ferreira 2 de Outubro de 2023 às 19:22
Roger Schmidt
Roger Schmidt
O treinador Roger Schmidt deixou esta segunda-feira claro que o Benfica não teme o Inter Milão, adversário da segunda jornada da Liga dos Campeões em futebol, e considerou que o campeão português pratica futebol suficiente para vencer em Itália.

Apesar da estreia amarga no Grupo D da 'Champions', com uma derrota na receção aos austríacos do Salzburgo (2-0), as 'águias' chegam a Milão motivadas pela vitória frente ao FC Porto (1-0) no campeonato, porém, na terça-feira, vão medir forças com os finalistas vencidos na última edição do torneio e que eliminaram, precisamente, os 'encarnados' nos quartos de final.

"Não temos medo do Inter, temos é sempre respeito pelos adversários. Medo, nunca. O Inter está onde terminou a última época. Esteve muito próximo de ganhar a 'Champions', está na liderança do campeonato, não perdeu jogadores chave e tem o mesmo treinador", começou por dizer o técnico dos 'encarnados', na conferência de imprensa de antevisão ao jogo de terça-feira.

Para levar a melhor sobre o Inter, no sexto confronto entre as duas equipas nas competições europeias, o Benfica, que procura ainda a primeira vitória frente aos 'nerazzurri', somando dois empates e três derrotas nos cinco jogos disputados, tem de jogar o seu "melhor futebol e estar preparado para tudo", segundo Schmidt.

"Praticamos um futebol de sucesso e claro que é possível vencer o Inter. Na Champions da época passada, aqui, também foi muito complicado e, no final, terminou empatado a três golos. Acreditamos muito em nós e estamos prontos", apontou.

Embora reconheça que o cenário para atingir os oitavos de final da prova seja, agora, mais complicado, face à derrota na Luz com os austríacos, Schmidt apenas está concentrado em somar pontos contra o líder da Serie A.

"Só há seis jogos para fazer a diferença e a situação é mais difícil, mas não é decisivo amanhã [terça-feira]. Todos os jogos são decisivos na fase de grupos e a próxima oportunidade é aqui [em Itália]. É difícil, sim, e seria fantástico ganhar. Um ponto podia ser bom", terminou.

Por sua vez, o argentino Ángel Di María fez a antevisão ao duelo com os 'nerazzurri', alertando para as dificuldades de jogar em San Siro, onde os 'encarnados' não vão poder contar com o apoio dos adeptos, devido a um castigo aplicado pela UEFA.

"Vai ser um jogo muito difícil, contra jogadores que têm muita qualidade. O ambiente aqui em Milão ajuda muito o Inter e temos de que estar a 100% para conseguir um bom resultado", perspetivou.

Depois, falou do grande momento de forma que atravessa (seis golos e uma assistência), na segunda passagem pelo clube lisboeta.

"Nem sempre se pode ser decisivo, mas estou muito feliz por ajudar o clube e fazer coias importantes. Estou muito feliz por ter voltado, sinto-me em casa, atravesso um bom momento e isso é importante para ajudar a equipa e o Benfica a ganhar títulos", concluiu.

Na terça-feira, Benfica e Inter Milão enfrentam-se no Estádio San Siro, em Itália, a partir das 20h00, num encontro da segunda jornada do Grupo D, que será dirigido pelo neerlandês Danny Makkelie.

João Victor castigado por falta de empenho
O brasileiro João Victor foi riscado por Roger Schmidt da viagem até Milão por falta de empenho nos treinos. "Prefiro não comentar hoje [na segunda-feira]", respondeu o técnico quando questionado sobre o tema.

Antes, já João Victor reagira nas redes sociais ao castigo. Primeiro colocou uma foto com a mulher e os filhos com a legenda "o que realmente importa". Depois, mais tarde, partilhou vários vídeos a treinar num ginásio.

Di María admite que está velho
"O Benfica é a minha casa na Europa, foi onde cheguei, onde me fiz realmente jogador. Tive a possibilidade de jogar com Rui Costa, o que quer dizer que estou velho... [risos] Joguei com ele e agora tenho-o como presidente", disse Di María ao site da UEFA.

Na conferência de imprensa, o argentino elogiou o Inter: "Temos de estar a 100% ou vamos passar mal". A parceria com Neres não foi esquecida: "É muito rápido e explosivo."

Neres nos eleitos do Brasil
David Neres foi convocado pelo selecionador Fernando Diniz para os jogos da seleção do Brasil com a Venezuela e com o Uruguai para a fase de qualificação para o Campeonato do Mundo. O extremo das águias é chamado para substituir Raphinha, que se lesionou no último jogo do Barcelona.

"Grandíssima equipa"
"O Benfica é uma grandíssima equipa. Ninguém esperava que perdesse com o Salzburgo", disse Simone Inzaghi, técnico do Inter Milão.

Schmidt
"Schmidt fez-me crescer muito quando estivemos juntos [no Bayer Leverkusen]. Escreveu-me antes da derrota na final da Liga dos Campeões em Istambul, para me desejar boa sorte", disse Çalhanoglu (Inter).

Milão Sport Lisboa e Benfica Roger Schmidt Itália Liga dos Campeões da UEFA inter milão
Ver comentários
C-Studio