Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

"O futebol profissional em Portugal está a mudar"

Pedro Proença destaca importância das novas tecnologias.
Leonel Lopes Gomes 21 de Abril de 2016 às 15:48
O presidente da Liga de Clubes aplaudiu a iniciativa promovida pela direção do Sporting liderada por Bruno de Carvalho
O presidente da Liga de Clubes aplaudiu a iniciativa promovida pela direção do Sporting liderada por Bruno de Carvalho FOTO: Pedro Ferreira
A final da Taça da Liga de futebol desta época, que vai opor o Marítimo ao vencedor do duelo entre Benfica e Sp. Braga, será inovadora, revela o presidente da Liga de Clubes, Pedro Proença.

"As apostas nas novas tecnologias são pilar da nossa estratégia. A próxima final da Taça da Liga será um momento chave desta nova aposta. Queremos e teremos uma final altamente tecnológica. Dentro do campo com dispositivos que ajudem os árbitros no difícil processo de decisão e fora dele com conjunto de tecnologias que em breve serão reveladas. Queremos estar na linha da frente na utilização do video-árbitro, tal como estivemos na utilização da tecnologia da linha de golo. A nível de interno demos avanços significativos. O futebol profissional em Portugal está a mudar. Estamos a fazer o impossível. Isto é só início", começou por dizer o antigo árbitro, sublinhando que será uma aposta para continuar no futuro.

"Trabalhamos de forma profissional, muitas vezes sem alarido e pode detrás das cortinas. Em prol do futebol. Temos todas as razões para acreditarmos num futuro risonho. Estou convicto que sairemos vencedores. Que momento seja de consciencialização do caminho que queremos percorrer. Tornar futebol apetecível. Seremos sempre defensores da negociação e da centralização dos direitos televisivos. Não temos inventar nada. Temos de copiar bons modelos e práticas", destacou Proença, que participou no encerramento do Congresso 'The Future of Football", que decorreu no Estádio José Alvalade e foi organizado pelo Sporting.

O presidente da Liga de Clubes aplaudiu a iniciativa promovida pelos leões.

"Temos insistido na tecla de talento. O futebol profissional português tem capacidade constante de produzir, exportar e valorizar constantes talentos. Temos os melhores do mundo, jogadores, treinadores e diria também os melhores árbitros do mundo, empresários e dirigentes que tudo tudo feito para valorizar o futebol em Portugal. Mas é imprescindível que talento a sucesso seja acompanhado de mudança de paradigma. Queremos ser pioneiros, estar na vanguarda, acompanhar modelos europeus de sucesso e, se possível, superá-los. A alta competição exige atualização constante. Um evento como este ajuda a manter-nos na rota do sucesso. A Liga Portugal revê-se no que foi dito aqui. Queremos estar com Sporting nesta mudança", finalizou. 
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)