Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

"Os nossos adeptos são os melhores do mundo"

Bale eufórico após vitória do País de Gales.
Leonel Lopes Gomes 11 de Junho de 2016 às 20:50
Bale fez história ao marcar o primeiro golo do País de Gales na fase final de um campeonato da Europa de futebol
Bale fez história ao marcar o primeiro golo do País de Gales na fase final de um campeonato da Europa de futebol FOTO: Regis Duvigna/Reuters
Gareth Bale foi um dos heróis do País de Gales na vitória por 2-1 frente à Eslováquia, partida a contar para a 1.ª jornada do grupo B do Campeonato da Europa de futebol. No final do encontro, a estrela do Real Madrid dedicou o triunfo à falange de apoio que se deslocou a Bordéus.

"Os nossos adeptos são os melhores do mundo e estiveram totalmente connosco. É um momento altíssimo, memorável e histórico para o país. Não interessa quem marca os golos, o que importa foi conquistar os três pontos e dar razões para os nossos adeptos festejarem. Agora é com a Inglaterra, já ultrapassámos uma etapa e ainda faltam mais duas. Vamos continuar a lutar", declarou o extremo, autor do primeiro golo, no final da partida.

O selecionador do País de Gales, Chris Coleman, destacou a dedicação dos seus jogadores ao longo dos 93 minutos do encontro.

"Que experiência! Foi o nosso maior teste. Estar a vencer por 1-0 com os nossos adeptos a apoiarem foi incrível. Acabámos por recuar muito e eles empataram, mas conseguimos ganhar graças à coragem dos nossos jogadores. Foi um jogo fantástico. Nós temos os três pontos, mas o mais importante foi o nosso desempenho. Depois do jogo com a Bélgica no apuramento, pensei que não conseguiam superar isso, mas hoje, a forma como o hino foi cantado. Estou muito feliz pelos nossos adeptos, eles merecem e espero que tenham gostado", destacou.

"Isto é o futebol"
Por seu turno, o selecionador da Eslováquia lamentou o resultado. "Um empate seria o resultado mais justo. O País de Gales não foi necessariamente melhor e nós poderíamos ter evitado o segundo golo, mas isto é o futebol. Às vezes temos sorte, noutras não. Todas as derrotas são desagradáveis, mas eu gostei deste jogo e do ambiente no estádio. Sabia que quem marcasse primeiro ia ter uma grande vantagem e nós não estávamos confiantes, perdíamos a bola facilmente e agora já estamos contra a parede", afirmou Jan Kozak.


País de Gales Eslováquia Chris Coleman Inglaterra futebol desporto euro2016
Ver comentários